A+ / A-
Sporting

Varandas e o programa eleitoral. "Não há ecletismo sem futebol forte"

11 jul, 2018 - 17:43

O candidato à presidência do Sporting pretende revitalizar o departamente de "scouting" do clube.
A+ / A-

Frederico Varandas apresentou, esta quarta-feira, o programa eleitoral da campanha à presidência do Sporting.

Para Varandas, o pilar da candidatura é claro: o futebol. "Não há ecletismo sem um futebol forte, que é a mola do Sporting. Daí ser o primeiro pilar. O Sporting tem de ter uma estrutura clara, definida com regras de comando".

O candidato criticou o modelo de "scouting" e de transferências do Sporting nos últimos anos, comparando aos rivais diretos:

"O futebol é um jogo de jogadores, e a formação define, muitas vezes, 80% do sucesso desportivo. E provavelmente estamos muito atrás dos nossos rivais nesse aspetos. Digam-me três jogadores que foram bem comprados e vendidos. Um sim, dois também, o terceiro já não existe. Nos rivais dá para nomear dez. O nosso departamento de scouting está desatualizado. Queremos criar uma rede de olheiros espalhados em mercados apetecíveis".

Em relação ao capitão de equipa, Varandas define um perfil muito concreto: "Um bom capitão representa bem o grupo, e fala com o treinador. Mas isso é só metade. Tem de ser também a voz do presidente no balenário. O capitão tem certas características, mas também podem ser formados. Eu trabalhei com talvez 500 jogadores, mas só três tinham condições naturais para serem capitães. Têm de ser educados, receber esta escola".

Frederico Varandas é um dos cinco candidatos confirmados à presidência do Sporting, para além de Fernando Tavares Pereira, Pedro Madeira Rodrigues, Dias Ferreira e Bruno de Carvalho.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.