A+ / A-

Vem aí mais uma candidatura à presidência do Sporting, revela Bruno Mascarenhas

11 jul, 2018 - 16:11

O antigo vogal da direção de Bruno de Carvalho avançou que "está a ser preparada uma lista que se revê no que de bom foi feito" nos cinco anos de mandato do presidente destituído.
A+ / A-

Bruno Mascarenhas revelou, esta quarta-feira, que está a ser preparada mais uma lista para candidatura às eleições do Sporting.

O antigo vogal da direção de Bruno de Carvalho, que se demitiu ainda durante o mandato do presidente destituído, avançou, no Facebook, que "está a ser preparada uma lista que se revê no que de bom foi feito nos últimos 5 anos", no Sporting, "liderada por um candidato com experiência e agregador".

Mascarenhas espera que o candidato em questão, cujo nome ainda não é conhecido, avance mesmo com candidatura, "porque o Sporting não pode voltar para trás". O ex-dirigente leonino lembra a vitória "esmagadora" de Bruno de Carvalho, em março de 2017, e apela a que se volte a esse rumo e não a uma matriz de "discurso fraco e submisso", que considera ser o que até agora tem caracterizado a pré-campanha.

Mascarenhas coloca Bruno de Carvalho e Carlos Vieira, braço direito do líder destituído e que vai apresentar candidatura ainda esta semana, fora da corrida à presidência e critica dois dos outros candidatos:

"A minha convicção é que nem o Bruno [de Carvalho] nem o Carlos [Vieira] vão poder concorrer por estarem suspensos. Os candidatos [Frederico] Varandas e [Pedro] Madeira Rodrigues estão a disputar o mesmo espaço que teve 10% nas ultimas eleições".

Para já, há seis sócios do Sporting na corrida pela presidência: Frederico Varandas, Fernando Tavares Pereira, Pedro Madeira Rodrigues, Dias Ferreira, Bruno de Carvalho e Carlos Vieira.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.