A+ / A-
Fórmula 1

Lewis Hamilton assegura a "pole" em casa

07 jul, 2018 - 16:25

Após intenso duelo com Vettel, o piloto da Mercedes conseguiu o melhor tempo da qualificação para o GP de Inglaterra.
A+ / A-

Lewis Hamilton (Mercedes) garantiu a “pole position” para o Grande Prémio de Inglaterra, quinta do ano, em dez corridas, e 77.ª da carreira, após intenso duelo com o alemão Sebastian Vettel (Ferrari).

Na primeira tentativa, o alemão superiorizou-se ao piloto da casa. Na segunda, contudo, o piloto inglês não cometeu os mesmos erros e garantiu a “pole”, por 0,044”. Resultado sempre importante do ponto de vista psicológico, mas de escasso significado num traçado como o de Silverstone, onde as ultrapassagens são fáceis de concretizar.

Face à superioridade dos pilotos de ponta das duas equipas, Kimi Raikkonen (Ferrari) e Valtteri Bottas (Mercedes) dividem a segunda linha da grelha. Os dois finlandeses nunca estiveram em condição de superar os seus colegas de equipa.

Sem surpresa, os Red Bull partilham a terceira linha, com o holandês Max Verstappen a suplantar o australiano Daniel Ricciardo. O australiano deverá permanecer na equipa em 2019, como consequência de ter falhado, pelo menos até agora, as hipóteses de saída.

Depois dos melhores, "os outros"

Numa confirmação do que havia feito, na semana passada, na Áustria, o dinamarquês Kevin Magnussen, foi “o melhor dos outros”, à frente do colega de equipa, o francês Romain Grosjean. Confirmação clara da evolução que os Haas têm revelado ao longo da temporada.

O monegasco Charles Leclerc (Sauber/Alfa Romeo), que uma vez mais chegou à Q3, e o francês Esteban Ocon (Force India /Mercedes) completaram o lote de pilotos que chegou à derradeira fase de qualificação. Leclerc confirmou que a presença nesta fase já não é um acaso, mas sim fruto da sua qualidade. A equipa criada por Peter Sauber viu o sueco Marcus Ericsson garantir a presença na Q2, coisa rara, numa indicação que os Sauber/Alfa Romeo estão cada vez mais competitivos.

Ao contrário do que costuma acontecer, o espanhol Carlos Sainz (Renault) não passou da Q1. O canadiano Lance Stroll (Williams/Mercedes) e o neozelandês Brendan Hartley (Toro Rosso/Honda) partilham a derradeira linha da grelha, em consequência de saída de pistas, logo no início da Q1, que levaram à interrupção da sessão e impediram-nos de marcar um tempo.

Resultados da qualificação

1.ª linha

Lewis Hamilton (Mercedes), 1’25,892”

Sebastian Vettel (Ferrari), 1’25,936”

2.ª linha

Kimi Raikkonen (Ferrari), 1’25,990”

Valtteri Bottas (Mercedes), 1’26,217”

3.ª linha

Max Verstappen (Red Bull/TAG Heuer), 1’26,602”

Daniel Ricciardo (Red Bull/Tag Heuer), 1’27,099”

4.ª linha

Kevin Magnussen (Hass/Ferrari), 1’27,244”

Romain Grosjean (Haas/Ferrari), 1’27,455”

5.ª linha

Charles Leclerc (Sauber/Alfa Romeo), 1’27,879”

Esteban Ocon (Force India/Mercedes), 1’28,194 »

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.