A+ / A-
Mundial 2018

"Portugal valorizou o nosso triunfo", diz presidente da federação uruguaia

02 jul, 2018 - 09:53

Apesar do excelente momento da seleção "celeste" e do adeus de equipas como Alemanha, Espanha e Portugal, Wilmar Valdez não define já a conquista do Mundial 2018 como objetivo.
A+ / A-

O presidente da Associação Uruguaia de Futebol (AUF), Wilmar Valdez, considera que a boa exibição de Portugal "valorizou" a passagem do Uruguai aos quartos de final do Mundial 2018. A equipa "celeste" bateu a seleção portuguesa por 2-1, nos "oitavos", com dois golos de Cavani.

"Sem dúvida que Portugal valorizou muito o nosso triunfo. Demonstrou em campo como chegou até aqui. Para mim, Portugal fez um grande jogo. O que acontece é que o Uruguai também fez e soube segurar essa grande figura que é Cristiano Ronaldo, que mesmo assim inquietou muito o Uruguai", refere Valdez, em declarações a Bola Branca.

Apesar do excelente momento da seleção uruguaia e da eliminação precoce de equipas como Alemanha, Espanha e Portugal, Valdez não define já a conquista do Mundial como objetivo: "O Uruguai é um país que tem tradição futebolística, mas é muito pequeno e vai continuar passo a passo. Creio que há grandes seleções. A França, que vamos defrontar nos quartos de final, o Brasil e outras seleções que estão a mostrar neste Mundial que têm elevado nível competitivo".

Valdez não falou com Coates sobre o momento vivido no Sporting, já que "é um tema pessoal". Quanto à possível continuidade de Maxi Pereira no Porto, o dirigente também não sabe de nada, mas entende que há duas possibilidades. "Não sei o que pensa pessoalmente e a sua família, se quer continuar mais um ano ou jogar numa equipa do Uruguai", aponta.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.