O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
Mundial 2018

Fernando Santos acredita. Seleção ao nível do Europeu ganha a Marrocos

19 jun, 2018 - 17:45

Antevisão do selecionador nacional ao jogo de capital importância para ambas as equipas. Fernando Santos considera que Portugal tem argumentos para "fazer melhor" do que o demonstrado frente a Espanha.
A+ / A-

O selecionador nacional considera que só uma equipa das quinas em ritmo de campeã da Europa conseguirá ultrapassar as dificuldades que antevê no duelo frente a Marrocos, para a segunda jornada do Grupo B do Mundial 2018.

Esta terça-feira, na antevisão ao encontro frente aos magrebinos, Fernando Santos acredita que "basta" aplicar em campo o nível exibicional demonstrado em França, há dois anos.

"Basta Potugal jogar ao seu melhor nível, como fez no Europeu. Se fizermos isso, com maior ou menor dificuldade, vamos ganhar", vaticinou, em conferência de imprensa, salientando que a Seleção Nacional tem capacidade para mais do que aquilo que evidenciou frente a Espanha.

"Temos capacidade para fazer melhor do que fizemos com Espanha", argumentou Fernando Santos, assegurando que o curto hiato temporal entre as duas partidas serviu para fazer correções pontuais quanto ao que não correu da melhor forma frente à "roja".

"Procurámos pensar no que fizemos de bem e de mal e procurámos trabalhar para melhorar o que fizemos bem e retificar o que fizemos mal. Mas foram três dias e não há nenhum pozinho mágico", adiantou.

Quanto ao encontro com Marrocos, mesmo sem revelar, como é hábito, se irá processar alterações ao onze inicial, o selecionador nacional deu a receita para o sucesso.

"Estamos preparados para uma grande equipa, uma das melhores equipas de Àfrica e com um treinador experiente. Os jogadores aturam na sua maioria na Europa. É uma equipa organizada, com jogadores rápidos e qualidades técnicas muito boas. Disputa o jogo sempre no limite, com toda a intensidade em campo. Temos de responder a isso. O mais importante é procurar impôr as nossas qualidades mas, em campo, darmos tudo e responder ao adversário com intensidade. Se o fizermos, teremos mais possibilidades de vencer. Amanhã, as duas equipas têm um jogo importante. Se será duro? Não me parece nada disso", completou.

O Portugal-Marrocos arranca às 13h00 desta quarta-feira, no Estádio Luzhniki, em Moscovo, com arbitragem do norte-americano Mark Geiger. Jogo com relato na antena da Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.