A+ / A-
Apoios ao interior

​Daniel Bessa compara António Costa a um "malabar"

18 jun, 2018 - 21:59

O antigo ministro falava sobre os 12,5% de IRC para as empresas do interior do país, uma medida que considera “anedótica” de um primeiro ministro que acredita em "vacas que voam".
A+ / A-
DANIEL BESSA VACAS E MALABAR D18
DANIEL BESSA VACAS E MALABAR D18

O antigo ministro Daniel Bessa considera anedótica a descida de IRC para 12,5% no Interior, medida recuperada pelo atual Governo no OE 2017.

Nas jornadas parlamentares do PSD, que decorrem na Guarda, o economista disse que a medida é só para quem acredita em vacas que voam e compara o primeiro-ministro, António Costa, a um "malabar".

Malabar é um adjetivo utilizado para descrever algo relativo a malabarismos, espetáculo em que se fazem habilidades de equilíbrio e acrobacias e é também uma região da Índia.

“Se formos capazes de nos rirmos de nós próprios, com alguma capacidade de autocrítica - não é só de crítica -, se pensarmos bem nessa medida que está em vigor, é uma anedota”, lamenta.

De seguida, Daniel Bessa reforçou as críticas ao primeiro-ministro, recordando a rábula das vacas que voam durante a apresentação do programa Simplex.

“Dizer que vamos fazer não sei bem o quê com os 12,5%, que o primeiro-ministro que acredita em vacas que voam, nisso se distinguindo, muito malabar, muito malabar, vacas que voam”, afirmou o economista.

“Se lhe ocorresse isso com a sua forma particular de estar, agora, a nós, a mim que ando sempre com os pés no chão, a coisa mais fantástica que vi foi um porco numa bicicleta. Isso ainda concebo, é do senhor Jorge Nuno Pinto da Costa: o porco, coitado, em cima de uma bicicleta. É o máximo do extraordinário que eu acredito, agora, uma vaca a voar, eu tenho alguma dificuldade”, atirou.

O antigo ministro da Economia considera que o melhor é pintar a cara de sempre em sinal de vergonha.

“Lá está, o porco em cima da bicicleta é no chão, onde eu ando, mas que nós nos sintamos confortados com isso, eu acho um horror e acho que devíamos pintar a cara, agora não sei se de preto, mas de uma cor qualquer que mostrasse a nossa vergonha”, frisou.

[notícia corrigida às 23h55]


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Machado de Guerra
    20 jun, 2018 Jardim 16:20
    Chamar malabar ao Kostov é no mínimo de baixo nível, pois são tantos os atributos desse senhor que já passou para lá de Doutor Estaline Pantomineirov! A cara de desdém, o riso continuado, evidenciam perturbações de foro psíquico. A sua ânsia pelo poleiro dá-lhe tiques bolcheviques e pose de ditador. Malabar é pouco, mereces muito mais!
  • Fernando Machado
    19 jun, 2018 Porto 15:15
    Enquanto o país estiver infestado de Bessas, não vamos a parte nenhuma... agora a culpa é do malabar.