|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

PSD admite votar contra contagem integral do tempo de carreira dos professores

18 jun, 2018 - 17:57

Fernando Negrão diz que, caso o Governo “seja convincente” ao explicar o condicionamento orçamental que não permite pagar a totalidade do tempo aos docentes, pode votar ao lado do executivo.

A+ / A-

Veja também:


Fernando Negrão admite que o PSD pode votar contra a iniciativa legislativa de cidadãos que pede a contagem integral do tempo de carreira dos professores.

O líder parlamentar social-democrata diz que, caso o Governo “seja convincente” ao explicar o condicionamento orçamental que não permite pagar a totalidade do tempo aos docentes, pode votar ao lado do executivo.

“O PSD aguarda informações do Governo, porque o Governo diz que não há dinheiro. O que o PSD diz é que, se esta é uma situação extraordinária, o Governo tem que explicar e depois explicar porque é que se chegou a esta situação extraordinária, se não tem a ver com a política de austeridade que o Governo tem aplicado ao país nos últimos anos. Depois, pedir desculpa aos professores e voltar à mesa das negociações”, disse o líder da bancada social-democrata.

E o PSD pode votar contra? “Se a explicação for convincente, isso pode acontecer. O PSD nunca faria esta promessa se soubesse que não tinha meios financeiros para fazer o pagamento”, respondeu Fernando Negrão.

Fernando Negrão falava aos jornalistas no final de uma visita aos Bombeiros Voluntários da Guarda, no âmbito das jornadas parlamentares do PSD.

A iniciativa de cidadãos juntou as 20 mil assinaturas necessárias para se tornar projeto de lei, mas só deverá ser debatida e votada na próxima sessão legislativa.

O PSD parece, no entanto, estar a mudar de posição em relação às pretensões dos sindicatos de professores. Ainda na semana passada, o vice-presidente do partido, David Justino, dizia em entrevista à Renascença que o tempo devia ser contado integralmente.

David Justino. “O tempo de carreira dos docentes é um adquirido, deve ser respeitado"
David Justino. “O tempo de carreira dos docentes é um adquirido, deve ser respeitado"
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Bloco central
    19 jun, 2018 Parlamento 23:54
    Nada como serem obrigados a votar, para cair a máscara aos amiguinhos Bloco-Central-de-interesses. A Iniciativa Legislativa de Cidadãos, ao obrigá-los a votar, e a clarificar com isso, a posição a tomar, estragou tudo. Até aí, podiam andar nas balelas do costume, armados em amigos dos professores e contra o governo. Agora que têm de votar, preferem roer a corda. Para quem tinha ainda dúvidas, nada mudou no PSD: apenas a linguagem, mas continuam a ser o que sempre foram: o PS com um "D" à frente.
  • xico
    18 jun, 2018 lixa 18:41
    Claro............o psd tente ser sempre o "amigalhaço" do outro partido ps sem D.Se fosse vontade deles era :agora tocas tu,agora toco eu......