O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
Seleção Nacional

João Moutinho: "Portugal está entre os candidatos a conquistar o Mundial"

14 jun, 2018 - 15:01

O médio português diz que a equipa das "quinas" está na máxima força e que a troca de treinadores na Espanha não vai influenciar o jogo. Moutinho garante que a seleção está focada nos seus objetivos, sem pensar nas outras seleções.
A+ / A-

João Moutinho coloca Portugal no lote dos candidatos à conquista do Mundial, mas não no dos favoritos. O jogador fez a antevisão, em conferência de imprensa, esta quinta-feira, do jogo de estreia da seleção nacional, frente à Espanha, relativo à primeira jornada do grupo B.

"Portugal está entre os candidatos a poder conquistar o Mundial, entre outros. É normal que os outros sejam considerados favoritos, por tudo o que já conquistaram e pela sua história. Nós somos campeões da Europa mas isso não nos dá o direito de ser favoritos", alertou o médio.

Com o estatuto de campeão europeu, Moutinho considera que a pressão "é boa" e é imposta pelos próprios jogadores.

"Demos uma grande alegria que foi o Europeu, mas a pressão sempre esteve lá. É uma pressão boa, temos de fazer o nosso melhor para conseguirmos o apuramento e conseguir ganhar os jogos. Metemos essa pressão em nós próprios porque estamos a representar um país que adora futebol e apoia com grande coração", disse Moutinho.

O internacional português quer dar o "máximo" para no final dar "alegria" aos adeptos e à própria equipa das "quinas".

Na máxima força e a pensar na vitória

Portugal parte para o jogo frente aos espanhóis com a equipa na máxima força e, no entender de João Moutinho, "ninguém está garantido" no 11 que vai abrir as hostes do Mundial.

"Todos temos trabalhado de forma excecional, com certeza temos dificultado as contas ao mister para o jogo de amanhã mas isso é bom, é sinal de que todos queremos ajudar", explicou o número 8 português.

Fernando Santos tem a palavra, no que ao 11 titular diz respeito, mas Moutinho só pensa no jogo: "Se estiver lá dentro, tanto eu como os meus companheiros daremos o nosso máximo para conseguir uma vitória".

Momento conturbado da Espanha não desvia o foco

João Moutinho abordou, também, a saída de Lopetegui do cargo de selecionador espanhol. Para o médio do Mónaco, a troca por Fernando Hierro "não vai influenciar" o adversário de Portugal, na sexta-feira:

"Espanha tem-se preparado da melhor forma possível, já há algumas semanas. Esta semana não vai alterar muito a forma de jogar e vão-se manter fiéis ao que fizeram na qualificação. Esperamos uma equipa extremamente forte, unida, que nos vai criar grandes dificuldades".

O momento de "La Roja" não tira o foco à turma lusitana. João Moutinho foi o porta-voz de uma equipa que está focada nos seus objetivos.

"Temos de estar concentrados na seleção e naquilo que podemos dar para atingir o nosso objetivo. Não estamos a olhar para o que se passa noutras seleções ou para o que se passa fora da seleção. Sabemos a nossa responsabilidade e aquilo que temos de fazer", rematou Moutinho.

O Portugal-Espanha realiza-se na sexta-feira, às 19h00, em Sochi. Jogo com relato na Renascença e acompanhamento, ao minuto, em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Gonça
    14 jun, 2018 Ribeira 18:26
    O Mundial é uma competição diferente do Europeu. É preciso baixar as expetativas e apoiar os jogadores jogo a jogo. E não esquecer que o melhor resultado que Portugal conseguiu num mundial foi o 3º lugar em 1966. Vamos Portugal!