A+ / A-

A paixão do futebol em 32 cartazes alusivos ao Mundial

14 jun, 2018 - 11:00

Cada cartaz é assinado por um designer de cada um dos 32 países participantes. Estão em exposição durante o Mundial no átrio da Câmara do Porto.
A+ / A-

Uma exposição de 32 cartazes alusivos ao Mundial de futebol que esta quinta-feira começa a jogar-se na Rússia é inaugurada esta quinta-feira, nos Paços do Concelho do Porto. Cada cartaz foi concebido por um designer de cada uma das nações apuradas para a fase final da prova.

A ideia partiu do designer brasileiro Felipe Taborda e da boliviana Susana Machicao, que impuseram algumas regras aos concorrentes: o cartaz não poderia ter nomes ou rostos conhecidos de cada seleção, mas teria que materializar em imagens o sentimento e paixão que o futebol proporciona.

Eduardo Aires foi o designer escolhido entre os candidatos portugueses e diz à Renascença que uma observação atenta à exposição revela a “tradução do que o futebol é na esfera pública, um desporto de massas”.

Cartaz português, de Eduardo Aires

“O meu cartaz tem uma carga metafórica muito elevada, uma vez que fiz uma adaptação da expressão bastante conhecida 'sangue, suor e lágrimas' e transformei-a em 'paixão, suor e lágrimas'. Através de uma representação visual, coloquei uma bola de futebol comum, a chorar, a suar, daí a representação dessas gotículas na pele da bola”, explica o designer.

Cartaz do Brasil, de Fernando Pimenta

A exposição vai estar no átrio da Câmara do Porto a partir das 15h30 desta quinta-feira e poderá ser visitada até 15 de Julho, dia da final da competição. A entrada é livre.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.