A+ / A-
Sporting

Bruno de Carvalho fala em "golpada" e "pelotão de fuzilamento" na resposta à suspensão preventiva

13 jun, 2018 - 12:29

Presidente do Sporting reage no Facebook à decisão da comissão de fiscalização do clube. Bruno fala em conferência de imprensa, às 14h00.
A+ / A-

Bruno de Carvalho, presidente do Sporting, reagiu à suspensão preventiva, com efeitos imediatos, que lhe foi imposta pela comissão de fiscalização do clube.

"Aqui está a golpada que estou a falar faz duas semanas", escreveu o líder leonino, no Facebook. Publicação que acompanhou de uma imagem da nota de culpa que lhe foi enviada pelo "pelotão de fuzilamento que se auto-intitula comissão de fiscalização".

Bruno denuncia uma "tomada de poder à força" e que tudo o que se está a passar "é completamente ilegal". O presidente do Sporting vai mais longe e mete a assembleia geral (AG) de destituição que estava marcada para 23 de junho ao barulho: "Nunca quiseram realizar a AG de dia 23".

A finalizar, Bruno de Carvalho instou os sócios a revoltarem-se "perante esta tomada de poder" e lembrou que "quem manda no clube são os sócios todos e não meia dúzia".

Em declarações à SIC, pouco mais tarde, o presidente do Sporting recordou que "o único órgão eleito legitimamente é o Conselho Diretivo" e garantiu que continuará a "trabalhar normalmente".

Ainda durante a conferência de imprensa da comissão de fiscalização, Rita Garcia Pereira reagiu à publicação do presidente: "O que Bruno de Carvalho escreve no Facebook ainda não serve como resposta oficial à nota de culpa. Se ele quiser, tem dez dias para responder. Bruno de Carvalho devia refletir sobre os seus últimos meses".

Bruno de Carvalho marcou conferência de imprensa para esta quarta-feira, às 14h00, de modo a reagir formalmente à suspensão preventiva.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Manuel
    13 jun, 2018 Moura 13:51
    Por o que estou a ver tem que ser o Tribunal a enviar lá a polícia para o tirarem de lá para fora.
  • PORTUGUÊS
    13 jun, 2018 BELEM PARA BRASIL 13:39
    A situação do Sporting Club de Portugal merece uma maior atenção do estado português , através poder judiciário. O presidente, sr. Bruno de Carvalho, não pode agir como proprietário da instituição . Um clube com mais de um século não pode estar à beira do precipício, da falência pela irresponsabilidade de um elemento com comportamento psicopata! Pelos adeptos e atletas desse clube , pelo respeito a todas as agremiações desportivas e ao futebol português, inclua-se SELEÇÃO NACIONAL DE FUTEBOL, esse psicopata deve ser imediatamente afastado de suas funções e proibido de ingressar nas instalações do respeitado S.C.P. ( sou Benfiquista.)
  • José Silva
    13 jun, 2018 Paço de Arcos 13:34
    Sem Bruno teremosvderrotas atrás de derrotas e as modalidades deixam de ganhar. Teremos estádio e pavilhão vazios.