O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
Seleção Nacional

Simão Sabrosa: "Portugal vai criar dificuldades à Espanha"

11 jun, 2018 - 12:45 • João Fonseca

O antigo internacional português fala de Espanha, Marrocos e Irão, e da confiança que tem no desempenho luso na Rússia.
A+ / A-

Simão Sabrosa, antigo internacional português, confia que Portugal irá "criar dificuldades" à Espanha, primeiro adversário de conjunto de Fernando Santos, no Mundial da Rússia, desde que seja capaz de "sair da pressão" que os espanhóis costumam exercer sobre os seus opositores.

Em Bola Branca, o ex-internacional diz esperar uma Espanha com "jogadores de grande qualidade, em que o principal objetivo é na perda da bola a rápida ativação para a recuperar no meio-campo contrário".

Fase de grupos e, depois, o jogo a jogo

A presença em duas fases finais de grandes competições permite a Simão falar com a convicção de que, antes do pontapé inicial, os jogadores só pensam em "passar a fase de grupos". Depois de conquistado esse obstáculo, "tudo pode acontecer".

"O mais difícil é mesmo a fase de grupos. São três jogos contra três grandes seleções em que o objetivo é passar. A partir de aí, é como se costuma dizer, são finais e vais ter de as ganhar para poderes passar. Acredito que Portugal pode chegar longe, eles têm muita confiança, os jogadores têm qualidade, o próprio treinador também sabe orientá-los bem", afirma o antigo avançado, que vê Portugal "no bom caminho".

O antigo internacional português assegura que Portugal tem "uma grande seleção". Simão destaca, além dos "jogadores com muita qualidade que jogam nos melhores campeonatos europeus", um selecionador que "acaba por tirar o melhor de cada jogador". Em suma, "são uma família", pelo que confia totalmente na equipa das "quinas".

A singularidade de ser campeão europeu

O avançado que representou Benfica e Sporting, em Portugal, além de em Espanha ter jogado pelo Atlético de Madrid e pelo Espanyol, sublinha que o estatuto de Portugal, hoje em dia, "é diferente" de outrora:

"Ser campeão da Europa tem outro lado, todos quererem ganhar a Portugal. De facto, os jogadores sentem-se responsáveis, primeiro, porque é Portugal e porque querem deixar uma boa imagem".

"É claro que entrar no Mundial com o estatuto de campeão da Europa é fantástico, mas isso não serve para ganhar. Portanto, os jogadores vão ter que jogar, dar o seu melhor, jogar ao melhor nível para poder chegar longe. Portugal está num bom caminho para isso", acrescenta.

Que ninguém desvalorize Marrocos e Irão

A Espanha é o primeiro e mais difícil opositor, mas Portugal terá, ainda, pela frente, no grupo B, Marrocos e Irão. Simão não confia em facilidades:

"As pessoas podem achar que o Irão poderá ser o mais acessível, mas no Campeonato do Mundo não há facilidades. As pessoas podem achar que é mais fácil, mas tem um selecionador ]Carlos Queiroz] que todos nós conhecemos e que irá preparar da melhor maneira esse jogo".

"Marrocos é uma seleção muito boa, com jogadores de qualidade, também. No Mundial, é assim mesmo, ninguém espera facilidades e Portugal está consciente disso. Acredito que, conforme vai correndo o campeonato, irá escolher as melhores opções para poder passar a fase de grupos", analisou Simão Sabrosa, em declarações a Bola Branca.

A estreia de Portugal no Mundial da Rússia, diante da Espanha, está marcada para sexta-feira, às 19h00, em Sochi. O encontro terá relato na Renascença e acompanhamento, ao minuto, em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.