O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
Seleção Nacional

André Silva assume sonho mundial mas admite que há muito para corrigir

28 mai, 2018 - 23:15

Marcador do golo mil da seleção nacional reconhece que golos sofridos frente à Tunísia puseram a nu as falhas da equipa.
A+ / A-

O marcador do golo 1000 da seleção nacional, André Silva, assumiu, esta segunda-feira, após o empate (2-2) com a Tunísia, em Braga, que o sonho é ser campeão mundial, contudo, admitiu que os golos sofridos puseram a nu aquilo que Portugal ainda tem de melhorar.

"Mostram as falhas que temos e aquilo que temos de trabalhar. Ainda falta muito, isto só nos vai ajudar a melhorar", assumiu o ponta-de-lança. "Começámos por entrar ganhar, parecia que tínhamos as coisas controladas e depois acabámos por sofrer os dois golos", acrescentou.

A condição física e a dinâmica da equipa é algo em que a seleção está "a trabalhar diariamente". Também foi evidente a ausência de Cristiano Ronaldo. "Ronaldo é o melhor jogador do mundo, o nosso capitão, claro que dependemos dele", destacou o avançado, à SportTV.

Não obstante, André Silva acredita no título mundial, ainda que encare a viagem à Rússia com cautela: "Todos os jogadores veem a sua própria seleção como campeão do mundo, mas há que pensar jogo a jogo".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.