A+ / A-

​Vila Real acolhe dois mil escuteiros para apagar 95 velas

25 mai, 2018 - 12:45 • Olímpia Mairos

A atividade em Vila Real serve para reforçar a caminhada para o centenário da associação e as comemorações do Centenário dos Caminheiros e Marinheiros que se iniciou este ano e terminará em 2019.
A+ / A-

A cidade de Vila Real acolhe, nos dias 26 e 27, as comemorações nacionais dos 95 anos do escutismo em Portugal.

Nesta iniciativa o Corpo Nacional de Escutas (CNE) pretende “olhar para o futuro” e lançar um desafio para a “concretização dos objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS’s) através da criação de uma insígnia própria, cujos resultados financeiros servirão para a construção de uma infraestrutura de apoio à educação de crianças num país em vias de desenvolvimento”, refere em comunicado o CNE.

Segundo o movimento escutista serão quatro as áreas de intervenção: erradicar a pobreza, erradicar a fome, saúde de qualidade e educação de qualidade.

Em conjunto com a associação HELPO, os escuteiros vão promover algumas atividades que visam “sensibilizar e incentivar os escuteiros na concretização dos ODS´s adotados pela quase totalidade dos países do mundo, no contexto das Nações Unidas.

A atividade em Vila Real serve ainda para reforçar a caminhada para o centenário da associação e as comemorações do Centenário dos Caminheiros e Marinheiros que se iniciou este ano e terminará em 2019.

Estão inscritos cerca de dois mil escuteiros de catorze regiões do país como: Braga, Bragança, Lamego, Madeira, Viseu, Porto, Setúbal, Lisboa, Coimbra, Leiria-Fátima, Guarda, Santarém, Évora e, naturalmente, a Região escutista de Vila Real como anfitriã.

Vila Real é fração importante deste grande movimento porque “esteve na génese do seu aparecimento no país, pela mão do então Arcebispo de Braga, D. Manuel Vieira de Matos, originário deste Distrito e Região, da localidade de Poiares – Peso da Régua.

Um dos momentos altos das comemorações será o fórum de discussão sobre os 17 objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU e contará com a presença do secretário de Estado da Educação, João Costa, e o ex-presidente do Comité Mundial da Organização Mundial do Movimento Escutista, o dirigente João Armando Gonçalves.

Na presença do secretário de Estado, o Corpo Nacional de Escutas e a HELPO assinarão o protocolo de suporte a esta atividade.

Para celebrar esta data, a Região Escutista de Vila Real propõe um jogo de cidade, que pretende dar a conhecer a cidade de Vila Real, promover o contacto com a sua cultura e as suas gentes durante a tarde de sábado e tarde de domingo.

No parque Corgo, e para os mais pequenos, estará a decorrer a festa escutista, aberta a quem queira festejar este momento e ao primeiro minuto do dia 27 de maio, cantar os parabéns à maior associação juvenil do país.

O momento que reúne todo o contingente da atividade está marcado para domingo de manhã, com um desfile desde a estação de caminhos-de-ferro até ao Parque Corgo onde será celebrada a eucaristia, presidida pelo bispo de Vila Real, D. Amândio Tomás.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.