A+ / A-
Taça de Portugal

Aves rejeita responsabilidades. "Alguém vai ter de arcar com ausência da Liga Europa"

21 mai, 2018 - 19:42

Vencedor da Taça de Portugal falhou período de licenciamento para a UEFA. Presidente da SAD deixa no ar implicação da Federação no caso.
A+ / A-

O presidente da SAD do Desportivo das Aves lava as mãos quanto à responsabilidade do vencedor da Taça de Portugal pela ausência da Liga Europa, na próxima temporada, deixando no ar que a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) poderá ter de "arcar com isso".

Tal como Bola Branca revelou, às 12h45, o Desportivo das Aves não efetuou a inscrição, na FPF, para obter o licenciamento necessário para participar nas provas da UEFA, na próxima temporada, dentro dos prazos previstos. Os dirigentes do emblema de Santo Tirso apresentaram a candidatura mas já depois da data limite para a entrega de toda a documentação.

"O Aves nunca se esqueceu de nada", disparou Luiz Andrade, à entrada para a Câmara Municipal de Santo Tirso, onde a equipa foi recebida, esta segunda-feira.

"No momento da tal inscrição, o Aves fez tudo para fazer o que era correto. Há condições que o Aves não tinha condições de ter no momento, porque todos os clubes que sobem da Segunda à Primeira Liga não têm condições como outros, que estão há muitos anos na Primeira Liga. Mas sempre nos foi dito, da parte da FPF, que isso não impedia o Aves de estar na Primeira Liga", prosseguiu, rematando:

"Agora, vamos ver quem vai arcar com isso".

Neste cenário, os avenses perdem o direito de estar na fase de grupos da Liga Europa. Qualificação que tinham garantida, por terem ganho a Taça de Portugal.

Sporting, Braga e Rio Ave serão beneficiados por esta situação. Os leões, derrotados na final da Taça, têm apuramento direto para a fase de grupos da Liga Europa e já não têm que passar por pré-eliminatórias. O Braga, que ia entrar na 2ª pré-eliminatória, começará o seu percurso na 3ª pré-eliminatória. O Rio Ave, quinto classificado, estava fora da Liga Europa e entrará na 2ª pré-eliminatória.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.