A+ / A-

SAD do Sporting anuncia lucro de 1,1 milhões de euros no terceiro trimestre da época

18 mai, 2018 - 16:49

Em relatório enviado à CMVM, os leões comunicam "volume de negócios de 104.682 milhares de euros", fruto da presença na Liga dos Campeões e da venda de ativos, como Adrien Silva.
A+ / A-

A SAD do Sporting enviou, esta sexta-feira, à CMVM o relatório das contas do terceiro trimestre do presente curso, em que se verifica que a SAD leonina registou lucros de cerca de 1,1 milhões de euros.

Diz o relatório que, no terceiro trimestre da época desportiva 2017/18, a SAD do Sporting teve "volume de negócios de 104.682 milhares de euros, situação esta suportada pela participação na fase de grupos da UEFA Champions League, após passagem da eliminatória de play-off e pela venda de direitos desportivos", nomeadamente de Adrien Silva.

"Este volume de negócios permitiu atingir um resultado positivo no período de 1.127 milhares de euros", explica a SAD do clube de Alvalade, que também anuncia a redução do passivo total em "42.983 milhares de euros e a redução da dívida bancária em 25.246 milhares de euros".

A SAD do Sporting também destaca "a manutenção dos Capitais Próprios positivos à data de 31 de Março de 2018, no montante de 7.496 milhares de euros" e a "redução do passivo em 42.983 milhares de euros", que se deve "essencialmente ao reembolso de dívida bancária no montante de 25.246 milhares de euros, redução de provisões no montante de 10.712 milhares de euros e de fornecedores em 7.210 milhares de euros".

O Sporting também aborda o processo Doyen. "O activo que existia à data de 30 de Junho de 2017 relativo às receitas UEFA retidas, no montante de 17,1 milhões de euros, foi pago pelo Tribunal Suíço (Office des Poursuites de Nyon) à Doyen no valor de 11 milhões de euros, sendo os restantes 6,1 milhões de euros devolvidos ao Sporting", lê-se no relatório.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.