O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Nove semanas sempre "a abrir". Preço dos combustíveis volta a subir

18 mai, 2018 - 12:04

O custo do litro de gasolina e gasóleo vai aumentar entre 2 e 2,5 cêntimos.
A+ / A-

O preço dos combustíveis vai voltar a subir pela nona semana consecutiva e chegar a máximos idênticos aos de 2014. O custo da gasolina e o gasóleo vai assim aumentar entre 2 e 2,5 cêntimos, segundo o Negócios.

A contribuir para o fenómeno está o crescimento do preço das matérias-primas e o euro ter enfraquecido contra o dólar, o que eleva a fatura dos combustíveis para os europeus.

Assim, segundo o mesmo jornal, o preço da gasolina simples deverá subir para 1,584 euros, isto tendo em consideração que o custo subirá dois cêntimos. Este é o valor mais elevado desde julho de 2014.

O custo do gasóleo simples, se aumentar dois cêntimos, subirá para 1,368 euros, o que corresponderá a um máximo de janeiro de 2014.

O Negócios escreve ainda que fonte do sector explicou que as oscilações nos preços rondarão os valores acima referidos, contudo, a evolução dos custos dependerá de cada posto de abastecimento, da marca e da zona onde se encontra.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Carlos Neves
    18 mai, 2018 Loulé 12:23
    O Estado finge que nada se passa (também nesta situação mas não só) e o povo paga e pronto. Noutros tempos era noticia e motivo para debates e fóruns durante dias... Agora está tudo bem. Transportes cada vez piores, estradas sem manutenção e preços dos combustíveis a subir ara valores incomportáveis para a maioria dos portugueses...