O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Ex-espião russo envenenado tem alta do hospital

18 mai, 2018 - 10:47

Sergei Skripal foi envenenado em março, em Inglaterra, gerando altas tensões diplomáticas entre a UE a e Rússia.
A+ / A-

Veja também:


Sergei Skripal, o ex-espião russo envenenado em março, em Inglaterra, saiu do hospital. A filha, que também foi envenenada na mesma ocasião, teve alta a 10 de abril.

Pai e filha foram encontrados inconscientes a 4 de março num banco de um centro comercial na cidade de Salisbury, no Sul de Inglaterra. Os dois foram internados em estado grave, juntamente com um polícia que os acudiu.

A unidade antiterrorista da Scotland Yard revelou que a substância utilizada no envenenamento foi depositada na casa da família. Sergei e Yulia Skripal foram atacados com um agente nervoso que só se fabrica em laboratórios militares russos, o que levou o governo britânico a culpar a Rússia.

O caso desencadeou uma crise diplomática. O Reino Unido expulsou 23 diplomatas russos. Vários países europeus seguiram o exemplo, embora Portugal não o tenha feito. Posteriormente, a Rússia adotou a mesma retaliação.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.