O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
I Liga

Braga "repesca" dois jogadores do Estoril

17 mai, 2018 - 17:47

Os canarinhos foram relegados à II Liga, contudo, Eduardo Teixeira e Ailton agradaram o Braga, que os contratou em definitivo e por empréstimo do Estugarda, respetivamente.
A+ / A-

O Sporting de Braga anunciou, esta quinta-feira, a contratação de dois jogadores que atuaram, durante a época que agora termina, no Estoril.

No site oficial, os arsenalistas comunicaram a aquisição de Eduardo Teixeira em definitivo. O médio brasileiro, de 24 anos, assinou contrato válido para as próximas cinco temporadas. A passagem pelo Estoril não foi feliz, devido à descida para a II Liga, no entanto, Teixeira já foi campeão brasileiro, pelo Fluminense.

O Braga também garantiu o empréstimo de Ailton, proveniente do Estugarda, por uma temporada. Pelo lateral brasileiro, de 23 anos, os minhotos ficam com opção de compra.

"O facto de saber que observaram jogos meus deixou-me muito satisfeito e quando surgiu esta oportunidade não hesitei, quer pelo projeto como pela ambição do clube. Este é o maior passo da minha carreira. Senti-me atraído pela ambição de um clube que se aproxima cada vez mais do título, bem como pelo estilo de jogo que apresentou na última da temporada", afirmou Eduardo, em declarações ao site do clube.

"Fiquei muito feliz a partir do momento que recebi a proposta do SC Braga. Por isso, aceitei de forma rápida. Tenho carinho pelo clube e o projeto encaixa naquilo que é o meu perfil. Foi uma decisão rápida de tomar", disse Ailton, também ao site do Braga. "Vim para cá para lutar títulos e tenho a consciência que a cobrança é diferente", acrescentou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.