A+ / A-

Cajuda pede "punição violenta para quem deve ser punido"

17 mai, 2018 - 13:02

O treinador classifica os últimos acontecimentos como "lamentáveis, ridículos e repugnantes".
A+ / A-

Manuel Cajuda defende uma "punição violenta para quem deve ser punido", na sequência dos últimos casos que marcam o futebol português, nomeadamente, o ato de violência em Alcochete e a "Operação Cashball".

O treinador, um dos mais experientes do futebol nacional, classifica estes acontecimentos como "lamentáveis, ridículos e repugnantes". Cajuda anota, no entanto, que tudo o que agora sucede já se previa e salvaguarda que os agentes desportivos "devem ter a dignidade de saber estar e não devem ter atitudes de arruaceiro".

O treinador recusou entrar em grandes detalhes sobre Bruno de Carvalho e sobre a eventual responsabilidade do presidente do Sporting neste estado de coisas. Cajuda referiu que se sentiu ofendido por declarações do dirigente, quando treinava na China.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.