A+ / A-
Crise Sporting

Sporting esclarece CMVM. Suspensão de Jesus e pedido de rescisão de jogadores desmentidos

16 mai, 2018 - 21:25

Comissão do Mercado de Valores Mobiliários havia pedido esclarecimentos nesse sentido à sociedade presidida por Bruno de Carvalho.
A+ / A-

A SAD do Sporting informou a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), esta quarta-feira, de que não suspendeu ou rescindiu contrato com a equipa técnica liderada por Jorge Jesus ou recebeu qualquer manifestação de intenção de jogadores de rescindir os respetivos contratos de trabalho.

É desta forma que a sociedade que gere o futebol verde e branco, liderada por Bruno de Carvalho, reage ao pedido de esclarecimentos da parte do regulador do mercado, a propósito das notícias vindas a público desde segunda-feira e que redundaram no ataque de 50 encapuzados, alegadamente adeptos leoninos, ao plantel e equipa técnica, em Alcochete.

Leia, em baixo, o comunicado emitido pela SAD do Sporting

"A SPORTING CLUBE DE PORTUGAL – FUTEBOL, SAD vem, dando cumprimento a pedido da CMVM, relacionado com artigos de jornais, nos termos e para efeitos do cumprimento da obrigação de informação que decorre do disposto no artigo 248º, nº1 al. a) do Código dos Valores Mobiliários, informar o mercado do seguinte:

1. Não há qualquer suspensão ou rescisão do vinculo laboral de qualquer dos elementos da equipa técnica do plantel principal de futebol profissional.

2. Não foi manifestada qualquer intenção de rescisão dos contratos de trabalho por parte de qualquer jogador da equipa principal de futebol profissional".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.