O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

"Vexado", Marcelo diz que é hora de agir

16 mai, 2018 - 11:44

O Presidente da República defende que este é o momento para travar a escalada de violência.
A+ / A-

Veja também:


O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, sentiu vergonha, sentiu-se "vexado pela imagem projetada por Portugal no mundo", depois do episódio de violência perpetrado por 50 indivíduos encapuzados, em Alcochete, que resultou em agressões a jogadores e equipa técnica do Sporting.

"Vexado porque Portugal é uma potência no desporto, nomeadamente no futebol profissional, e vexado pela gravidade do que aconteceu. As reações que tive de fora foram no sentido de serem situações graves que não podemos banalizar, sob pena de permitirmos escaladas que são más para o desporto português e para a sociedade portuguesa", declarou o Presidente da República, em Leiria, à margem de uma conferência dedicada a Mariano Gago.

Marcelo determina este como o momento para agir, para tomar medidas que estanquem a escalada de violência, e apelou a uma reflexão profunda. "Este é o momento de travar a escalada. Se não for travada agora, quando o for, mais adiante, será por meios muito mais drásticos", sublinhou.

Vítimas apresentaram queixa

Os atos de violência cometidos por cerca de 50 indivíduos encapuzados, no centro de treinos do Sporting, correram o mundo. Os jogadores do Sporting e a equipa técnica foram agredidos no balneário.

Bruno de Carvalho estava em Alvalade e quando chegou a Alcochete, os jogadores abandonaram a Academia. As vítimas apresentaram queixa na GNR e Jesus cancelou o treino desta quarta-feira, que serviria de preparação para a final da Taça de Portugal, agendada para domingo, com o Desportivo das Aves.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Joaquim Santos
    16 mai, 2018 TOJAL 19:49
    AGIR CONTRA QUEM? Contra as elites que nos impingem o futebol, como meio de acalmar as multidões empobrecidas, os néscios turbulentos, ambos ávidos de circo e famintos de pão e cultura. Perder um segundo com o futebol, é sacrilégio dos governantes ao imporem-nos a cultura do corpo, da vaidade, do consumismo de espectáculos, muitas vezes veiculo de ódios, em espaços pouco nobres de virtude.
  • MASQUEGRACINHA
    16 mai, 2018 TERRADOMEIO 18:56
    Coitado do nosso querido Presidente, que está vexado! Será que o João Lourenço lhe telefonou a consolá-lo? É sempre assim, remove-se um irritante e logo outro irritante se instala... De facto, com a selvajaria que grassa nos futebóis por esse mundo fora, sentir-se assim tão "vexado" pela imagem do país, das duas uma: ou o nosso Presidente não tem tempo para ver televisão, ou vexa-se com muita facilidade. Dado o histórico, vou mais para a primeira hipótese.
  • Satanaz
    16 mai, 2018 lisboa 14:07
    O futebol tem sido a válvula de escape do povo contra a politica e os políticos.Nao existindo teremos a breve trecho confrontos nas ruas.Um governo que alegadamente envergonha mortos e alegadamente rouba vivos está a revoltar a população.A lei das limpezas com extorsão dos terrenos e obrigatoriedade de os limpar é patética ,é um assalto continuado que envergonha os mortos e os vivos.
  • VICTOR MARQUES
    16 mai, 2018 Matosinhos 12:32
    Ó senhor Presidente, mas "Gente fina é outra coisa"!!!...
  • Já Chega De Bola!
    16 mai, 2018 País de Merda 12:26
    Por favor senhor Presidente! Isso da bola a mim só me dá vontade de rir, agora, vexado?? Então o senhor Presidente não sabe que a bola é apenas um negócio de rende milhões e que de impostos NADA? Pois se eu fosse Presidente punha os clube a pagar os impostos que deveriam pagar, obrigava a todos os jorges mendes a declarar os seus rendimentos, e quando um clube ficasse sem dinheiro obrigava a que entrasse em processo de falência!! Isto vai ter que acabar! Senhor Presidente acabe com a pouca vergonha do frutabola! Há tanto que valorizar em Portugal, para quê estar a preocupar-se com meia duzia de gajos que dão uns pontapés na bola! A grande maioria dos jogadores na 1ª Liga nem sequer são portugueses! O Senhor Presidente não disse que se sentia vexado quando no ano passado morreram mais de cem pessoas QUEIMADAS VIVAS nos incêndios aos quais o seu amigo Costa virou as costas! Olhe, foi de férias para as Baleares! Não se sentiu VEXADO! Chega de espezinhar as pessoas senhor presidente! Sim senhor, o futebol é uma forma de espezinhar os portugueses! Como é possivel alguém ter rendimentos de milhões por ano apenas com o esforço braçal! Vexado senhor presidente?? Só se for com o salário do Jorge Jesus!