A+ / A-

Madeira Rodrigues: "Isto acabou, já não há volta a dar. Bruno de Carvalho é passado"

16 mai, 2018 - 09:51

Candidato derrotado por Bruno de Carvalho, nas última eleições, diz que Marta Soares, como presidente de assembleia geral, poderia ter evitado esta situação. Tristeza, vergonha
A+ / A-

"Não há volta a dar". Para Pedro Madeira Rodrigues o tempo de Bruno de Carvalho, no Sporting, acabou. Entrevistado nas Manhãs da Renascença, o candidato derrotado nas últimas eleições disse que Bruno de Carvalho "é passado". Os acontecimentos das últimas horas tornaram tudo irreversível para o presidente leonino.

Madeira Rodrigues foi a face mais visível da oposição a Bruno de Carvalho nos últimos tempos e defende que "adivinhava-se uma situação parecida com esta". "Foram muitos anos deste populismo, desta má-criação, desta guerra constante, com um incremento no último ano e, especialmente, no último mês", argumenta.

Ação de Jaime Marta Soares poderia ter sido decisiva

Na hora de nomear responsáveis, Pedro Madeira Rodrigues começa por dizer que "os primeiros são aquelas pessoas que lá foram [a Alcochete], por sua iniciativa ou empurrados por alguém, e fizeram o que fizeram aos jogadores. Não podemos desresponsabilizar essas pessoas", sublinha.

Além de Bruno de Carvalho, o sócio leonino culpabiliza Jaime Marta Soares. "O presidente de assembleia geral teve oportunidade de, há um mês, evitar que algo deste género se passasse. Não agiu de acordo com a sua consciência e segunda-feira, já um bocadinho tarde, vai tentar retificar a situação", diz Madeira Rodrigues.

Jaime Marta Soares chegou a levantar a possibilidade de marcar uma assembleia geral do Sporting, após as declarações que Bruno de Carvalho publicou no Facebook, depois do jogo com o Atlético de Madrid.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Marco
    16 mai, 2018 Lisboa 14:40
    Quando mataram um adepto do Sporting há poucos meses... NINGUEM LEVANTOU AS QUESTOES MORAIS. Tenham vergonha
  • gomes
    16 mai, 2018 alvalade 14:20
    a pergunta e quem foi que lhe pagou para fazerem o que fizeram interessados na desgraca do sporting ha muita gente interessados no lugar de bc ha muita gente
  • Ricardo MArtins
    16 mai, 2018 Lisboa 11:15
    Com este a presidente o SCP era campeão sim , mas da 2ª divisão .