O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Jornalista que revelou doping na Rússia sem visto para o Mundial

11 mai, 2018 - 23:49

Hajo Seppelt faz parte de uma lista de “pessoas indesejáveis” na Rússia.
A+ / A-

O jornalista alemão Hajo Seppelt, autor das revelações sobre o escândalo de “doping” na Rússia, viu recusado o acesso ao país por ocasião do Mundial de futebol.

De acordo com a SID, filial alemã da agência France Presse, as autoridades russas indeferiram o pedido de visto de entrada no país apresentado pelo jornalista, que deveria cobrir o evento para o canal regional público alemão SWR, precisando que o nome de Hajo Seppelt integra uma lista de “pessoas indesejáveis” na Rússia.

“Isto está naturalmente relacionado com as revelações que fizemos em 2014 sobre o sistema de ‘doping’ de Estado na Rússia”, comentou o jornalista, na página Internet da cadeia de televisão pública alemã ARD.

Na sequência da emissão em 2014 do documentário de Hajo Seppelt “‘Doping’ confidencial: como a Rússia fabrica vencedores”, a Agência Mundial Antidoping (AMA) decidiu criar uma primeira comissão de inquérito. O campeonato do mundo de futebol da Rússia disputa-se entre 14 de junho e 15 de julho.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.