O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

António Quadros. "Benfica deve ser o principal responsável para que Renato Sanches não se perca"

11 mai, 2018 - 12:45 • João Fonseca

Presidente do Águias da Musgueira sublinha o "percurso triste" do médio e considera que um regresso à Luz será relevante para a recuperação desportiva do internacional português.
A+ / A-

O regresso de Renato Sanches volta a ser notícia, depois de o médio ter sido falado para reforçar as águias no mercado de janeiro. Desta vez, o diário desportivo Record dá conta da vontade de Luís Filipe Vieira em fazer regressar o internacional português à Luz, para integrar o plantel da próxima temporada.

Um desejo, via empréstimo do Bayern Munique, que já terá sido expresso ao representante do jogador, Jorge Mendes e que, segundo António Quadros, presidente do Águias da Musgueira e responsável pela descoberta do talentoso médio, seria ideal.

“Um percurso muito triste. Sempre o avisei, sempre lhe disse que as coisas são mais difíceis de alcançar e mais fáceis de destruir. Sempre lhe disse para ter cautela e para não querer voar muito alto porque depois a queda poderia ser maior. Ele não se adaptou e, como tal, tem andado aos soluços. Mas estou convencidíssimo que regressar a Portugal seria excelente porque talvez seja a maneira de ele voltar a ser o Renato que era”, começa por afirmar, a Bola Branca.

António Quadros confia que "talvez o Benfica o aceitasse de braços abertos", até por aquilo que o internacional fez ao serviços dos encarnados.

"Não podemos esquecer o que fez, o que foi e o que o Benfica fez por ele", sublinha, acrescentando que, agora, o clube da Luz deve "ser o principal responsável para que ele não se deixe perder”.

Uma coisa é certa: para António Quadros, Renato Sanches "ganharia tudo" voltando às águias, acima de tudo "confiança e dignidade".

"Ele continua a ser um miúdo que precisa de apoio e carinho. O dinheiro vai-se e a dignidade tem que ficar e é isso que o Renato tem de ter”, destaca o dirigente do clube lisboeta.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.