O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
Primeira Liga

Sporting reage a sumaríssimos pedidos pelo Benfica. "Entre 14 leões, só conseguiram identificar quatro?"

08 mai, 2018 - 16:06

Diretor de comunicação dos verde e brancos, Nuno Saraiva, comenta intenções encarnadas reveladas por Bola Branca.
A+ / A-

O diretor de comunicação do Sporting não poupa críticas, em tom irónico, ao presidente do Benfica, na sequência da decisão tomada pelos encarnados de pedir processos sumários para quatro jogadores verde e brancos, tal como Bola Branca avançou em primeira mão.

Reagindo, via Facebook, Nuno Saraiva comentou as intenções das águias.

"Se eu fosse presidente do Benfica – vade retro, Satanás –, despedia, de imediato, o gabinete das queixinhas por absoluta incompetência. Então, tendo ido a jogo 14 Leões, só conseguiram identificar 4 jogadores do Sporting CP passíveis de serem alvo participação disciplinar? É para isto que lhes pagam? Enfim, o desespero é tanto por nada ganharem que, parafraseando o estadista, “caral ...", não devia de haver nenhum jogador do Sporting a jogar este jogo!", pode ler-se no "post" publicado na referida rede social.

Bola Branca sabe que o Benfica solicitou ao departamento a elaboração de processos sumaríssimos aos jogadores do Sporting Rui Patrício, Fábio Coentrão, Seba Coates e Jéremy Mathieu por "infrações graves" que não foram "julgadas, nem sancionadas" pela equipa de arbitragem liderada por Carlos Xistra, durante o dérbi de Alvalade, da 33ª jornada, no sábado, que terminou sem golos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.