O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Miguel Oliveira segundo no GP de Espanha

06 mai, 2018 - 12:00

Piloto português partiu da quinta linha da grelha e foi protagonista de uma recuperação épica.
A+ / A-

Miguel Oliveira ficou em segundo lugar no Grande Prémio de Espanha, disputado este domingo no circuito de Jerez de la Frontera.

A exemplo do que sucedera em Austin, o português Miguel Oliveira (KTM) protagonizou mais uma notável recuperação, esta a levá-lo do 14.º lugar da grelha de partida ao segundo lugar final.

Tal como na corrida norte-americana, a qualificação no traçado espanhol de Jerez de la Frontera não correu bem a Miguel Oliveira, que caiu na fase final da qualificação e foi obrigado a arrancar da quinta linha da grelha.

Mas, com mais um bom arranque o “motard” português ganhou cinco lugares na primeira volta e, na quinta passagem pela meta, já ocupava o segundo lugar, atrás do italiano Lorenzo Baldassarri (Kalex), que viria a ganhar a corrida.

A 13 voltas do fim, quando se dividia entre o ataque ao italiano e a defesa dos ataques do espanhol Alex Marquez (Kalex), Miguel Oliveira ficou tranquilo no segundo lugar, como consequência da queda do piloto espanhol.

Nessa altura, Miguel Oliveira voltou a pressionar Lorenzo Baldassarri mas, duas voltas depois, “exagerou” na travagem para a curva 6, foi obrigado a “abrir” a trajetória e perdeu o contato com o italiano, que deixou de ter o português colado à sua roda traseira, com os dois a manterem as posições até à bandeira de xadrez, e o português a subir ao pódio pela terceira vez consecutiva, em quatro corridas.

Como consequência do segundo lugar no traçado espanhol, Miguel Oliveira subiu ao terceiro lugar do campeonato a 10 pontos do italiano Francesco Bagnaia (Honda), que completou o pódio e conserva o comando do campeonato.

No final, Miguel Oliveira confessava que “a qualificação correu mal, mas sabia que tinha ritmo para a corrida e que as coisas só podiam correr melhor como sucedeu, e não deu para ir mais longe porque o Baldassarri estava muito forte”.

A KTM monopolizou o pódio na corrida de Moto3, com o alemão Philipp Oetil (KTM) a bater em cima da meta o italiano Marco Bezzecchi (KTM), que, com o segundo lugar, ascendeu ao comando do campeonato, com o espanhol Marcos Ramirez (KTM) a completar o pódio.


Classificações

Corrida de Moto2

1.º, Lorenzo Baldassarri (Kalex), 23 voltas (101,729 km), em 39’33,889” (154,2 km/h)

2.º, Miguel Oliveira (KTM), a 2,851”;

3.º, Francesco Bagnaia (Kalex), a 6,250”

4.º, Xavi Vierge (Kalex), a 6,953”

5.º, Mattia Pasini (Kalex), a 10,138”

6.º, Brad Binder (KTM), a 11,731”

7.º, Marcel Schrotter (Kalex), a 18,138”

8.º, Sam Lowes (KTM), a 18,677”

9.º, Iker Lecuona (KTM), a 20,743”

10.º, Fabio Quartararo (Speed Up), a 20,787”

Classificaram-se mais 14 pilotos.

Corrida de Moto3

1.º, Philipp Oetil (KTM), 22 voltas (97,306 km), em 39’39,799” (147,1 km)

2.º, Marco Bezzecchi (KTM), a 0,059”

3.º, Marcos Ramirez (KTM), a 3,733”

4.º, Alonso Lopez (Honda), a 3,515”

5.º, Jaume Masia (KTM), a 3,958”

6.º, Tatsuki Suzuki (Honda), a 4,000”

7.º, Fabio Di Giannantonio (Honda), 4,033”

8.º, Jakub Kornfeil (KTM), a 4,161”

9.º, Kaito Toba (Honda), a 4,171”

10.º, Gabriel Rodrigo (KTM), a 4,216”

Classificaram-se mais 10 pilotos

Campeonatos

Pilotos

Moto2

1.º, Francesco Bagnaia, 73 pontos

2.º, Lorenzo Baldassarri, 64

3.º, Miguel Oliveira, 63

4.º, Mattia Pasini, 58

5.º, Alex Marquez, 47

6.º, Xavi Vierge, 41

7.º, Joan Mir, 32

8.º, Brad Binder, 30

9.º, Marcel Schortter, 24

10.º Iker Lecuona, 23

Estão mais 12 pilotos.

Moto3

1.º, Marco Bezzecchi, 63 pontos

2.º, Jorge Martin, 55

3.º, Aron Canet, 48

4.º, Fabio Di Giannantonio, 46

5.º Philipp Oetil, 35

6.º, Enea Bastianini, 33

7.º, Gabriel Rodrigo, 28

8.º, Niccolò Antonelli, 26

9.º, Jakub Kornfeil, 26

10.º, Lorenzo Dalla Porta, 25

Estão classificados mais 16 pilotos

Construtores

Moto2

1.º, Kalex, 100 pontos

2.º, KTM, 63

3.º, Tech 3, 14

4.º, Speed Up, 11

Moto3

1.º, Honda, 83 pontos

2.º, KTM, 77

EQUIPAS

Moto2

1.º, Red Bull KTM Ajo, 93 pontos

2.º, Sky Racing Team VR46, 83

3.º, EG 0,0 Marc VDS, 79

4.º, Pons HP40, 69

5.º, Dynavolt Intact GP, 65

6.º, Italtrans Racing Team, 62

7.º, Swiss Innovative Investo, 34

8.º, Kiefer Racing, 16

9.º, Tech 3 Racing, 14

10.º, Federal Oil Gresini Moto, 14

11.º, Beta Tools – Speed Up Racing, 11

12.º, Tasca Racing Scuderia M, 10

13.º, SAG Team, 7

14.º, Idemitsu Honda Team Asia, 3

Moto3

1.º, Del Conca Gresini Moto3, 101 pontos

2.º, Redox PruestelGP, 89

3.º, Estrella Galicia 0,0, 71

3.º, Leopard Racing, 58

5.º, SIC58 Squadra Corse, 43

6.º, Bester Capital Dubai, 36

7.º, Sudmetal Shedl GP Racing, 35

8.º, Petronas Sprinta Racing, 33

9.º, RBA Boe Skull Rider, 31

10.º, Angel Nieto Team Moto3, 26

11.º, Honda Team Asia, 16

12.º, Reale Avintia Academy, 7

13.º, Marinelli Snipers Team, 6

14.º, CIP – Green Power, 4

15.º, Red Bull KTM Ajo, 3

Próxima prova – Grande Prémio de França, dia 20 de maio, no Circuito de Le Mans

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.