A+ / A-
FC Porto

Clayton feliz pelo "penta" roubado ao Benfica

03 mai, 2018 - 12:45 • José Pedro Pinto

Antigo avançado dos azuis e brancos mostra-se rendido, em Bola Branca, ao anunciado título do FC Porto, quebrando um jejum de quatro anos. A "alegria dupla" sentida por Clayton, à boleia da principal figura dos dragões no campeonato, Marega.
A+ / A-

Clayton sente uma espécie de "alegria dupla" com o título de campeão nacional que o FC Porto se prepara para conquistar. Por um lado, o fim de um jejum de quatro anos sem sucesso na Primeira Liga mas, por outro, o cenário de roubar o "penta" tão almejado pelo Benfica.

“A equipa vive um momento muito bom", começa por dizer, em entrevista a Bola Branca.

"Está prestes a tornar-se campeã nacional e, principalmente, evitou o "penta" do Benfica. Este ano é motivo de alegria dupla. Temos grandes possibilidades de festejar o título e é uma alegria imensa evitar o "penta" do Benfica. Tenho a certeza de que significa muito para os adeptos portistas”, prossegue o antigo extremo, que representou os azuis e brancos entre 1999 e 2003, sendo campeão nacional e vencedor da Taça UEFA, no último ano de dragão ao peito.

“O FC Porto tem feito uma campanha muito boa, muito sólida e será um justo campeão porque tem feito por isso. Sinto-me muito feliz. Tenho acompanhado o campeonato de perto e, como portista, também quero comemorar o campeonato com toda a massa associativa", refere o brasileiro, hoje com 42 anos.

Pinto da Costa "não dorme no ponto" e acertou em cheio na aposta em Sérgio Conceição

Na teoria, o FC Porto partia como terceiro candidato ao título, à entrada para a nova época. Todavia, Clayton considera que foi a experiência de mais de três décadas de liderança de Pinto da Costa que esteve na génese do regresso à ribalta.

A escolha de Sérgio Conceição, que fez regressar a mística ao plantel, acabou por ser certeira. E o jovem técnico confirmou, como treinador, aquilo que já havia evidenciado enquanto jogador: tem "sangue portista" a fervilhar nas veias.

"O presidente [FC Porto] não dorme no ponto", dispara. "Este ano as coisas encaixaram. O Sérgio [Conceição] já era um jogador vibrante e vestia a camisola com alma. Tem o FC Porto no coração e isso faz a diferença. Ele tem feito um trabalho muito bom, as coisas têm acontecido de forma positiva. Tem sido decisivo na hora de tomar decisões. Mas a alma, o sangue portista que ele tem, a sua forma vibrante e eufórica faz bem ao FC Porto. É mais um tempero", elogia, deixando um desejo.

"Sérgio Conceição tem sido muito feliz e espero que fique muitos anos. Sou um grande fã dou trabalho dele, pela qualidade, pela competência mas, principalmente, pelo facto de ele entrar no campo com os jogadores e isso faz a diferença”, reforça.

Marega, principal figura do título. "Risco corrido por quem contrata bem, espera e tem paciência

22 golos na Primeira Liga tornam Moussa Marega a figura de maior destaque do mais do que provável regresso aos títulos do FC Porto.

Clayton admite alguma surpresa pela "explosão" do internacional maliano mas esse estado de alma esbate-se quando conclui que a estrutura azul e branca recuperou alguma da capacidade perdida nos últimos anos, em matéria de valorização dos seus ativos.

“Todos são importantes. Claro que quando a equipa está bem alguns jogadores conseguem destacar-se. O Marega é um deles. Tem sido decisivo em momentos importantes e tem sido uma surpresa agradável. Mas este risco só é corrido por quem contrata bem, por quem espera e tem paciência. Quem investe e acredita no jogador dá confiança e o FC Porto é um mestre nisto. Dá confiança aos jogadores, é uma equipa que privilegia todos os que estão lá dentro e o Marega é uma figura que merece muito mérito. Tem jogado muito bem, tem sido decisivo e pode ser o jogador do campeonato do FC Porto”, sustenta.

À entrada para a jornada 33 da Primeira Liga, o FC Porto lidera a tabela, com cinco pontos de avanço sobre Sporting e Benfica, que partilham o segundo posto e que se defrontam no sábado. Em caso de empate no dérbi de Alvalade, a equipa de Sérgio Conceição pode até festejar no hotel, onde se encontrará em estágio para a receção de domingo ao Feirense.

Caso se verifique um triunfo de leões ou águias, um empate diante dos "fogaceiros" selará o título de campeão para os portistas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.