O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Rui Águas admite que dependência de Jonas pode explicar quebra do Benfica

02 mai, 2018 - 12:45 • Rui Viegas

Antigo avançado encarnado lança dérbi de sábado em Alvalade. Rui Águas analisa, ainda, a "queda" benfiquista que deixa a equipa de Rui Vitória com o segundo lugar em risco.
A+ / A-

A SAD do Benfica tem de avaliar a época "frustrante", em particular o desempenho no campeonato, quando a bola deixar de rolar. A opinião parte de Rui Águas, antiga glória encarnada, em vésperas do dérbi que pode, ainda, fazer cair as águias para o terceiro lugar da classificação, em caso de derrota em Alvalade, no próximo sábado à noite.

Águas considera que, apesar de Rui Vitória ter "feito um grande trabalho", também deve entrar na equação do final de temporada.

“Avaliar sempre, mesmo que se ganhem campeonatos. Mesmo quando as coisas correm bem têm de se analisar jogadores e treinadores e é isso que os clubes fazem ou devem fazer. Neste caso, claro que isso vai ser feito. Neste tipo de clubes, e com a exigência que existe, têm de se considerar uma série de fatores. Rui Vitória tem feito um grande trabalho, mas este campeonato acaba por ser frustrante para os adeptos", analisa, em entrevista a Bola Branca.

Ausência de Jonas

Rui Águas encontra na ausência de Jonas uma das explicações para a "queda" benfiquista nas últimas jornadas da Liga e admite que a dependência do goleador brasileiro pode revelar uma lacuna ao nível da construção e gestão do plantel.

“As equipas têm momentos de forma, têm momentos críticos e têm jogadores nucleares. Não podemos esquecer este Jonas, pelos golos que fez, pela influência que teve e que deixou esta equipa órfã", observa.

Segundo lugar em risco

O Sporting-Benfica, da penúltima ronda do campeonato, ajudará a definir o segundo posto e até pode definir o título, em caso de empate. E até o Sp. Braga poderá fazer parte desta contabilidade. Uma certeza tem o antigo ponta-de-lança: o Benfica vai entrar pressionado em Alvalade.

“É uma equipa a precisar de ser reanimada e, nesta altura, não é fácil. Por tudo aquilo que perdeu e tudo aquilo que ainda pode perder. Será trabalho de quem dirige a equipa, recuperar a moral dos jogadores. Se [o Benfica] tem ganho ao Porto seria expetável que fosse campeão e que não precisasse deste jogo em Alvalade para o ser. Neste momento, põe-se em urgência do acesso à Liga dos Campeões por via do segundo lugar, tendo duas equipas à perna. Não é só o Sporting, também é o Sporting de Braga", anota.

O Sporting-Benfica está agendado para as 20h30 de sábado. O jogo tem relato na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.