O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Caso dos e-mails. Benfica reclama 17,7 milhões de euros ao FC Porto

24 abr, 2018 - 20:38

SAD encarnada deu entrada com ação, no Tribunal Cível do Porto, por prejuízos e danos que o clube da Luz terá sofrido na sequência do caso que tem marcado o futebol português, no último ano.
A+ / A-

O Benfica está a exigir uma indemnização de 17,7 milhões de euros ao FC Porto, justificando a exigência com prejuízos e danos provocados pelo polémico caso dos e-mails, mensagens de correio eletrónico de vários elementos do emblema da Luz que, no entender dos dragões, contemplam práticas ilícitas.

A SAD encarnada deu entrada, no Tribunal Cível do Porto, de uma ação na qual reclama então essa avultada verba, de quase 18 milhões de euros e que decorre, de acordo com ecos da imprensa, da decisão do Tribunal da Relação da Invicta, que deu provimento à providência cautelar interposta pelas águias, proibindo a divulgação de mais e-mails pelos azuis e brancos.

De acordo com o Record, a ação avançada pelo Benfica visa o FC Porto, enquanto clube mas ainda o presidente, Pinto da Costa, os administradores Adelino Caldeira e Fernando Gomes e ainda o diretor de comunicação, Francisco J. Marques, rosto principal da divulgação dos controversos e-mails.

O Benfica interpôs no Tribunal Cível do Porto uma ação em que reclama uma indemnização de 17,7 milhões de euros ao FC Porto pelos prejuízos causados pela divulgação dos emails.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Paulo Neto
    25 abr, 2018 Guarda 09:21
    Estes dirigentes são anedóticos, as pessoas descobrem- lhes a careca e eles ficam chateados. Financiar a Carolina Salgado na edição de um livro a falar mal do Pinto da Costa (e dos puns que ele dá) é legitimo, divulgar as escutas que eram segredo de justiça é legitimo. Divulgar os e-mails que mostra a podridão, promiscuidade, compadrio, favores e influencias no futebol, eles já ficam todos chateados.
  • João Santos
    25 abr, 2018 Lisboa 00:38
    Isto é só riso. Devem ser 17 milhões para juntarem aos 14 milhões que receberam do Jesus. Este Benfica faz dos seus sócios e simpatizantes autênticos URSOS. Amanhã o Mercado de Benfica vai afundar de vez o Benfica. No fundo o clube não tem a culpa de ser dirigido por vigaristas, mas foram os associados que os puseram lá. Continuem a comer gelados com a testa
  • Manuel
    24 abr, 2018 Moura 23:53
    Não pedem mais porque não querem, vão receber tanto os 17 M como receberam os 14 M do Jesus ou seja O ( bola ).
  • Jorge Silva
    24 abr, 2018 Leiria 22:02
    O Benfica continua na mesma senda, uma falta de originalidade terrível e atirar areia para os olhos para desviar as atenções . Isto só é possível porque é um clube de massas. É isto o que consegue de melhor o gabinete de crise ? Isto é a mesma coisa que o Pinto da Costa pedisse uma indemnização ao ministério da justiça pela escutas que eram segredo de justiça terem sido divulgadas. Isto do futebol tem que se lhe diga!