A+ / A-

Associação das Ligas Europeias contra um Mundial a 48

17 abr, 2018 - 12:23

A FIFA pretende que o Campeonato do Mundo de 2022 tenha um aumento de 16 seleções.
A+ / A-

A Associação Europeia da Ligas de Futebol Profissional (EPFL) não está de acordo com a intenção da FIFA de aumentar o número de vagas para as fases finais dos Campeonatos do Mundo. Em 2022, a FIFA pretende ter um Mundial com 48 equipas, mais 16 do que o número atual de participantes.

"Nós não estamos preparados para fazer alterações ao calendário", disse o Lars-Christer Olsson, presidente da EPFL, em entrevista ao jornal inglês "The Times".

Olsson defende que a FIFA não pode tomar uma decisão desta dimensão sozinha e que deve pensar nos jogadores. "Os jogadores precisam de tempo para repousar. O dinheiro não pode decidir como organizar o futebol", sublinhou o dirigente.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.