A+ / A-
Benfica

Mensagem de um campeão europeu. "É proibido desistir"

16 abr, 2018 - 12:45 • João Fonseca

António Simões compreende substituições de Rui Vitória, fala da sorte portista e da ineficácia de Pizzi. O antigo campeão europeu pelo Benfica lamenta ausência do "príncipe" Jonas.
A+ / A-

António Simões, antigo jogador e campeão europeu pelo Benfica, frisa, após a derrota e consequente perda da liderança para o rival FC Porto, que a palavra "desistir" não pode estar no dicionário das águias.

"É proibido desistir", declara António Simões, em declarações a Bola Branca. A velha glória benfiquista percebe que, nesta fase e a quatro rondas do final, "o campeonato está muito mais azul, do que vermelho", mas nem por isso é hora para atirar a toalha ao chão. Simões confia que "tudo é possível", apesar da desvantagem para o FC Porto.

"Eu espero que o Benfica ainda consiga recuperar o primeiro lugar", afirma o ex-jogador e internacional português, que defende as substituições de Rui Vitória, sublinhando que as "decisões têm que ser tomadas" e por antecipação, até porque "ninguém é adivinho"..

Fica a mágoa do falhanço de Pizzi, no final da primeira parte, embora sem crucificar o médio das águias. Sobre uma coisa o "magriço" não têm dúvidas: faltou no Benfica o "príncipe do jogo", o brasileiro Jonas.

"Quando se perde, quem não joga parece ser sempre o melhor jogador. Mas neste caso concreto, e olhando ao lance de Pizzi, dizemos assim, 'caramba, se fosse Jonas'", conclui o antigo avançado das águias, após a derrota com o FC Porto e a perda da liderança do campeonato

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Juíz Vermelho
    16 abr, 2018 Catedral da Luz 14:42
    Lamente também, terem saído 3 titularíssimos da Defesa e o 2º melhor marcador da equipa, jogador com características que mais ninguém tem no plantel. E nenhum desses 4 teve substitutos, em prol da política "o Seixal chega". Pelos vistos, não chega. Para quando uma lista alternativa credível para apear Luís filipe Vieira? Com ele, o ex-Glorioso nunca mais passará de um mero entreposto de compra-vende-troca de jogadores e fazedor de comissões e chorudas fortunas.