O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
Fórmula 1

Sebastien Vettel na “pole” China

14 abr, 2018 - 11:26 • Pedro Roriz

Ferrari volta a monopolizar a primeira linha
A+ / A-

O traçado de Xangai, cenário do GP da China, assistiu a uma repetição do domínio da Ferrari, na qualificação, a exemplo que havia acontecido no Bahrain.

O alemão Sebastian Vettel (Ferrari), que está a ter um início de temporada fortíssimo, alcançou a 52.ª “pole position”, segunda do ano, mas teve de enfrentar a oposição do seu colega de equipa, o finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari), que ocupou o topo da tabela de tempos, no final da primeira tentativa.

Ao rodar em 1’31,095” o alemão fez a melhor volta da história do traçado chinês e confirmou que é sério candidato a manter a invencibilidade esta temporada.

Sem surpresa, os Mercedes ocupam a segunda linha, mas com o finlandês Valtteri Bottas à frente do inglês Lewis Hamilton, que abortou a derradeira tentativa, depois de um erro, mas voltou a ficar a sensação que os “flechas de prata” estão um degrau atrás dos carros italianos.

A Red Bull colocou os seus dois carros na terceira linha, numa clara confirmação da hierarquia atual, mas o australiano Daniel Ricciardo, que foi batido pelo holandês Max Verstappen, esteve em risco de alinhar na última posição da grelha, pois só no derradeiro minuto da Q1, e na sua única volta, conseguiu um tempo que lhe permitisse seguir em frente, por a equipa ter estado a resolver os problemas do motor detetados no terceiro treino livre.

A Renault foi a quarta equipa a colocar os dois pilotos na Q3, com o mexicano Sergio Perez (Force India/Mercedes) a intercalar-se entre o alemão Nico Hulkenberg que foi “o melhor dos outros” e espanhol Carlos Sainz, com o francês Romain Grosjean (Haas/Ferrari) a fechar o lote dos 10 primeiros.

Destaque, ainda, para o facto de nenhum dos McLaren, apesar do motor Renault, ter chegado à Q3 e para o 17.º tempo do francês Pierre Gasly (Toro Rosso/Honda), depois do brilhante quarto lugar alcançado no Bahrain

Grelha de partida

1.ª linha

Sebastian Vettel (Ferrari), 1’31,095”

Kimi Raikkonen (Ferrari), 1’31,182”

2.ª linha

Valtteri Bottas (Mercedes), 1’31,625”

Lewis Hamilton (Mercedes), 1’31,675”

3.ª linha

Max Verstappen (Red Bull/TAG Heuer), 1’31.796

Daniel Ricciardo (Red Bull/Tag Heuer), 1’31,948”

4.ª linha

Nico Hulkenberg (Renault), 1’32,532”

Sergio Perez (Force India/Mercedes), 1’32,758”

5.ª linha

Carlos Sainz (Renault), 1’32,819”

Romain Grosjean (Haas/Ferrari), 1’32,855”

6.ª linha

Kevin Magnussen (Hass/Ferrari), 1’32,986”

Esteban Ocon (Force India/Mercedes), 1’33,057”

7.ª linha

Fernando Alonso (McLaren/Renault), 1’33,232”

Stoffel Vandoorne (McLaren/Renault), 1’33,505”

8.ª linha

Brendon Hartley (Toro Rosso/Honda), 1’33,975”

Sergey Sirotkin (Williams/Mercedes), 1’34,062”

9.ª linha

Pierre Gasly (Toro Rosso/Honda), 1’34,101”

Lance Stroll (Williams/Mercedes), 1’34,285”

10.ª linha

Charles Leclerc (Sauber/Alfa Romeo), 1’34,454”

Marcus Ericsson (Sauber/Alfa Romeo), 1’34,914”

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.