A+ / A-

Fórmula 1. Outra vez Vettel

08 abr, 2018 - 18:18

Os dois Mercedes completaram o pódio no segundo grande prémio da temporada.
A+ / A-

O alemão Sebastian Vettel (Ferrari) venceu o GP do Bahrain, o que lhe permitiu alcançar a segunda vitória da época, 47.ª da carreira e cimentar a posição de comandante do “Mundial”.

Mas esta terá sido uma das mais difíceis vitórias do piloto alemão que, na parte final, teve de resistir aos ataques do finlandês Valtteri Bottas (Mercedes), que dispunha de pneus menos desgastados e chegou a estar em posição de poder utilizar o DRS, mas o alemão defendeu o comando e triunfou pela segunda vez, noutras tantas corridas.

Obrigado a largar de nono, o inglês Lewis Hamilton (Mercedes) sabia que tinha de fazer uma corrida de recuperação e já era quarta ao fim de oito voltas, ganhando uma posição, em consequência do abandono do finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari), mas nunca esteve em condições de poder chegar mais à frente.

Dia de extremos para a Ferrari, que viu o alemão vencer e o finlandês desistir, com Kimi Raikkonen a arrancar cedo demais e a atropelar o mecânico que trocava a roda traseira esquerda, que não foi substituída, que teve de ser transportado para o hospital.

Pelo caminho e logo nas primeiras voltas ficaram pelo caminho os Red Bull do australiano Daniel Ricciardo e do holandês Max Verstappen e como consequência, o francês Pierre Gasly (Toro Rosso/Honda) alcançou um surpreendente quarto lugar, depois de uma notável corrida, em que resistiu à pressão do dinamarquês Kevin Magnussn (Haas/Ferrari), com o alemão Nico Hulkenberg (Renault) a ser o último que terminou na volta do vencedor.

Nos lugares pontuáveis ficaram, ainda, os McLaren/Renault, do espanhol Fernando Alonso e do belga Stoffel Vandoorne, o Sauber/Alfa Romeo, do sueco Marcus Ericsson, este mais um resultado surpreendente, e o Force India/Mercedes do francês Esteban Ocon.

Classificações

Corrida

1.º, Sebastian Vettel (Ferrari), 57 voltas (308,238 km), em 1.32’01,940”

2.º, Valtteri Bottas (Mercedes), a 0,699”

3.º, Lewis Hamilton (Mercedes), a 6,512”

4.º, Pierre Gasly (Toro Rosso/Honda), a 1’02,234”

5.º, Kevin Magnussen (Haas/Ferrari), a 1’15,046”

6.º, Nico Hulkenberg (Renault), a 1’39,024”

7.º, Fernando Alonso (McLaren/Renault), a 1 volta

8.º, Stoffel Vandoorne (McLaren/Renault), a 1 volta

9.º, Marcus Ericsson (Sauber/Alfa Romeo), a 1 volta

10.º, Esteban Ocon (Force India/Mercedes), a 1 volta

11.º, Carlos Sainz (Renault), a 1 volta

12.º, Sergio Perez (Force India/Mercedes), a 1 volta

13.º, Brendon Hartley (Toro Rosso/Honda), a 1 volta

14.º, Charles Leclerc (Sauber/Alfa Romeo), a 1volta

15.º, Romain Grosjean (Haas/Ferrari), a 1 volta

16.º, Lance Stroll (Williams/Mercedes), a 1 volta

17.º, Sergey Sirotkin (Toro Rosso/Alfa Romeo), a 1 volta

Campeonatos

Pilotos

1.º, Sebastian Vettel, 50 pontos

2.º, Lewis Hamilton, 33

3.º, Valtteri Bottas, 22

4.º, Fernando Alonso, 16

5.º, Kimi Raikkonen, 15

6.º, Nico Hulkenberg, 14

7.º, Daniel Ricciardo, 12

8.º, Pierre Gasly, 12

9.º, Kevin Magnussen, 10

10.º, Max Verstappen, 8

11.º, Stoffel Vandoorne, 6

12.º, Marcus Ericsson, 2

13.º, Esteban Ocon, 1

14.º, Carlos Sainz, 1

Equipas

1.º, Ferrari, 65 pontos

2.º, Mercedes, 55

3.º, McLaren, 22

4.º, Red Bull, 20

5.º, Renault, 15

6.º, Toro Rosso, 12

7.º, Haas, 10

8.º, Sauber, 2

9.º, Force India, 1

Próxima prova – GP da China, dia 15 de Abril, no Circuito de Xangai

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.