A+ / A-

Penacova. Explosão pirotécnica faz um morto e três feridos graves

04 abr, 2018 - 13:51

Há cinco crianças entre os 24 feridos. Explosão ocorreu no recinto da festa popular de Nossa Senhora da Moita, junto à capela de Gondelim.
A+ / A-

Uma explosão com artigos de pirotecnia em Gondelim, no concelho de Penacova, fez um morto e 24 feridos. Dois dos feridos encontram-se em estado crítico e três são feridos graves.

Entre os outros 19 feridos contam-se cinco crianças com idades compreendidas entre os cinco e os 16 anos. Todos têm lesões ligeiras, indica um responsável do INEM que coordenou as operações no local.

De acordo com o comandante dos bombeiros de Penacova, a explosão ocorreu no recinto da festa popular de Nossa Senhora da Moita, junto à capela de Gondelim. Testemunhas no local ouvidas pela Renascença contam que a explosão aconteceu enquanto decorria a eucaristia.

“Estávamos no interior da capela, o senhor padre estava na homilia quando se ouviram duas explosões. Como estava à beira de entrada, fui das primeiras a sair. Era um completo cenário de destruição. Via-se sangue, roupa...Estava tudo a gritar, muitos sem saberem dos familiares", relata uma testemunha.


O jornal Diário de Coimbra indica que a explosão fez com que uma das paredes da capela ruísse, provocando ainda danos nas habitações em torno da capela.

O alerta foi dado às 12h30. O cartaz das festas previa uma procissão no final da missa, que começou por volta do meio-dia. A Renascença apurou que o material pirotécnico que explodiu seria utilizado durante a procissão.

No local, além da GNR, meios do INEM e três helicópteros, estão bombeiros das corporações de Penacova, Mortágua, Santa Comba Dão e Vila Nova de Poiares.

Os feridos graves já terão sido transportados para unidades hospitalares de helicóptero. A maioria está nos hospitais da Universidade de Coimbra.

O semanário regional "A Comarca de Arganil" indica que quatro dos feridos ligeiros pertencem à Filarmónica Pátria Nova, de Côja (Arganil), que fazia o acompanhamento da procissão.

[notícia atualizada às 15h37]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.