A+ / A-

Benfica anuncia novos processos judiciais

14 mar, 2018 - 18:23

Os encarnados queixam-se da violação de correspondência privada e da violação do segredo de justiça na "operação e-toupeira", no "caso dos e-mails" e na "operação Lex".
A+ / A-

O Benfica anunciou, esta quarta-feira, que tem em conclusão mais de uma dezena de novos processos, ao terceiro dia da entrada em funcionamento do chamado "gabinete de crise".

Em nota à comunicação social, publicada no site oficial, o clube revela que os processos visam aqueles que, “a coberto do anonimato e de forma sistemática e impune, têm publicitado o teor de informação privada e confidencial" do Benfica, ao mesmo tempo divulgando publicamente "documentos de investigação que se encontram em segredo de justiça, numa coincidência particularmente complexa e de enorme gravidade".

Já formalizadas estão diversas iniciativas judiciais e extrajudiciais "com vista à salvaguarda" do "bom-nome e reputação" do Benfica. Incluem-se 12 queixas-crime, quatro requerimentos dirigidos à Procuradora-Geral da República e cinco queixas e exposições a diversas entidades.

"A Sport Lisboa e Benfica SAD lamenta de forma veemente as sistemáticas violações do segredo de justiça, evidenciadas pela reiterada divulgação pública de diversas diligências de investigação e de factos e informações que só poderiam ser do conhecimento das entidades responsáveis pela investigação criminal", completa o comunicado.

O Benfica tem estado sob especial foco da imprensa, face ao envolvimento em processos como a "operação e-toupeira", a propósito da qual o assessor jurídico da SAD, Paulo Gonçalves, está detido, por suspeitas de corrupção; o "caso dos e-mails", provindo da revelação de correspondência eletrónica alegadamente comprometedora, por parte do FC Porto, de dirigentes do Benfica, e da "operação Lex", pela qual o presidente do clube, Luís Filipe Vieira, foi constituído arguido.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Paulo Santos
    16 mar, 2018 Toronto / Canada 23:15
    Mas..... O que e que se passa, o SLB reclama da violaçao do segredo de justiça mas por outro lado tinha acesso a todos is processos judiciais ( tambem sobre outros clubes, etc.) Ilicitamente. Hipocritas!
  • Americo
    14 mar, 2018 Leiria 19:59
    Estratagema para "amedrontar" Jornalistas ?
  • Manuel
    14 mar, 2018 Moura 19:53
    Têm algum processo que vise os próprios dirigentes ? é que o Benfica Clube, como grande instituição que é não tem culpa dos disparates que os seus dirigentes fizeram, estes sim têm que ser responsabilizados!