A+ / A-
Liga Europa

Jesus: "Sporting precisa de ser conhecido na Europa"

14 mar, 2018 - 17:25

O treinador leonino destaca que só boas campanhas europeias dão nome a um clube e espera que a segunda mão dos oitavos de final da Liga Europa granjeiem "exaltação" ao Sporting.
A+ / A-

Jorge Jesus considera que o Sporting precisa de bons resultados nas competições internacionais, para ganhar maior nome na Europa.

Em conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Viktoria Plzen, da segunda mão dos oitavos de final da Liga Europa, o técnico leonino admitiu que o nome que tem, na Europa, advém das finais europeias a que chegou e deixou uma recomendação ao clube verde e branco:

"O Sporting precisa de ser um clube conhecido na Europa. Nos últimos anos, tem passado ao lado. Isso só se consegue na Champions ou na Liga Europa, chegando o mais longe possível, porque é aí que começa a haver o foco de todo o mundo. Espero que, amanhã [quinta-feira], possamos depois do jogo dizer que estamos nos quartos de final, para o Sporting ter mais uma jornada europeia de exaltação do nome do Sporting."

Depois da eliminação de José Mourinho, com o Manchester United, e de Paulo Fonseca, com o Shakhtar Donetsk, da Liga dos Campeões, Jorge Jesus pode passar a ser o único treinador português "vivo" na Europa.

"Tive a oportunidade de ver os dois jogos, o Roma-Shakhtar e United com o Sevilha. Estava a fazer muita força para que ficassem apurados. Se tiver o privilégio de o Sporting passar a eliminatória e ficar [apenas] eu, concretamente, satisfaz-me, como é óbvio, mas também porque precisamos de pontos para o 'ranking' [da UEFA]", salientou Jesus.

O Sporting defronta o Plzen na quinta-feira, às 18h00, na Doosan Arena. Relato na Renascença e acompanhamento, ao minuto, em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.