O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Governo aprova na quinta-feira nova estratégia de inovação para Portugal

14 fev, 2018 - 16:14

Uma das metas anunciadas por António Costa, no debate quinzenal, é democratizar o acesso ao ensino superior, de modo a alcançar “níveis de participação na ordem dos 60%, entre os jovens de 20 anos, e alargar para 50% o número de graduados na faixa etária de 30-34 anos”.
A+ / A-

O Governo vai aprovar, na quinta-feira, uma nova estratégia de inovação para Portugal 2018-2030, “com metas claras”, incluindo um investimento global em Inovação e Desenvolvimento (I&D) até 2030, anunciou o primeiro-ministro, esta quarta-feira, no parlamento.

Outra das metas do Governo nesta estratégia, anunciada por António Costa, no debate quinzenal, na Assembleia da República, em Lisboa, será democratizar o acesso ao ensino superior.

O objetivo é alcançar “níveis de participação na ordem dos 60%, entre os jovens de 20 anos, e alargar para 50% o número de graduados na faixa etária de 30-34 anos”.

Por outro lado, no Conselho de Ministros de quinta-feira, o Governo vai aprovar o programa “GoPortugal”, que inclui o apoio a novos acordos de colaboração entre Portugal e a Carnegie Mellon University, o Massachusetts Institute of Tecnology (MIT), a Universidade do Texas, em Austin, e a Sociedade Fraunhofer.

Um quarto ponto será a aprovação de Lei da Ciência para “modernizar o regime jurídico das instituições que se dedicam à investigação científica e desenvolvimento tecnológico” e de forma a reforçar “as condições de emprego científico e qualificado”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.