O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-
Europeu de Futsal

A final que Jorge Braz quer escrever não sente "a estatística nem a história"

09 fev, 2018 - 19:51

O selecionador nacional de futsal não quer deixar qualquer detalhe por analisar, para a final com a Espanha, e "pescoço esticadinho" para cortar a meta do Euro em primeiro lugar.
A+ / A-

O selecionador nacional de futsal, Jorge Braz, garante que os seus pupilos não vão estar a pensar no passado, quando defrontarem a Espanha, na final do Europeu da modalidade, a decorrer na Eslovénia.

"Nós viemos para este Europeu conscientes do percurso que queríamos percorrer e criar", afirmou o técnico, na antevisão do jogo. "Não sentimos a estatística nem a história, vivemos no momento. Cada jogo tem a sua história, a sua sequência, e nós vamos tentar criar uma sequência e uma história em 40 minutos, ou em 50, ou nos penaltis. O que conta é o que estamos a viver agora. Não nos podemos agarrar ao passado."

Jorge Braz realçou que a equipa portuguesa parte para a final "a perceber muito bem" como quer "terminar este percurso" e a preparar-se "de todas as formas e feitios terminar esses dois segundos finais dos 100 metros, com o pescoço bem esticadinho" para ser a primeira "a cortar a meta".

O selecionador deu a receita para bater a Espanha e conquistar o ouro: "Perceber como é nós que estamos, o que nós temos de fazer. Estamos muito bem, mas temos de concretizar isso no tempo que a final tiver."

Portugal defronta a Espanha no sábado, às 19h45, em Liublina. A partida decisiva terá informações nas edições de Bola Branca e em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.