A+ / A-
Portimonense

Quem arredou o Benfica do título deu-lhe gasolina, diz Vítor Oliveira

09 fev, 2018 - 12:12

O treinador dos algarvios lembrou em conferência de imprensa que Jorge Jesus "ajudou" o Benfica a voltar á luta pelo campeonato. Portimonense quer manter rumo de vitórias e vencer em casa as águias, este sábado.
A+ / A-

O treinador do Portimonense, Vítor Oliveira, considera declarações que "afastavam" o Benfica da luta pelo título "deram gasolina" à equipa de Rui Vitória.

"A gasolina que fez o Benfica crescer em alguns jogos foram algumas declarações de que estariam fora da corrida pelo título. Não é verdade, e está até bem posicionado. Vemos um Benfica mais forte, mais moralizado e mais confiante", disse o técnico dos algarvios, na antevisão ao jogo da jornada 22, da sua equipa frente aos campeões nacionais.

Vítor Oliveira deu, assim, sinal de que não esqueceu a frase de Jorge Jesus, segundo a qual, esta temporada, as competições se iriam resumir à luta entre Sporting e FC Porto, proferida no início deste ano.

Vítor Oliveira coloca nos encarnados o rótulo de "favorito", mas avisa que isso não prova qualquer sinal de "vassalagem" aos tetracampeões.

"Será um jogo extremamente difícil. É sempre, contra um grande. Temos grandes expectativas e depois de duas vitorias sobre equipas que lutam pela Europa, isso motiva. E contra um grande motiva sempre, além de que poderemos fazer forte oposição", continua.

O técnico do conjunto algarvio anuncia uma equipa tranquila e "com esperança". Vítor Oliveira destaca que só um Portimonense "ao melhor nível e um Benfica menos bem" poderá manter o conjunto do sul do país na rota dos triunfos.

Nos encarnados, Salvio pode falhar o encontro por lesão, mas qualquer elemento do plantel de Rui Vitória tem "condições para substituir" o argentino, embora este seja "um excelente jogador".

Oliveira espera, este sábado, encontrar "o melhor Benfica e que não pode perder pontos". Por isso, alerta que a sua equipa "pode ganhar", mas sem que isso facilite a tarefa que será "difícil até final do campeonato. Serão precisos mais pontos para não descer, trinta e tal. Não aspiramos a mais nada que não seja a manutenção".

Vítor Oliveira falou ainda da visita a Portimão de uma brigada antidoping, algo que não incomodou o treinador dos algarvios, embora tenha lamentado a hora tardia da presença.

"Antidoping não perturbou, é normal, mas deviam ter vindo mais cedo. Começamos a treinar às 18h30", finalizou o técnico.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Vermelhão
    09 fev, 2018 Évora 16:09
    Cá para mim, não é o Benfica que anda de Mota, mas sim o Sporting e o Porto, que andam de pedaleira e andando de pedaleira não se ganham Títalos (como diz o Jasus), mas sim fruteiras e poucas. O polvo, é para comer assado em Maio.
  • João Santos
    09 fev, 2018 Forte da Casa 13:24
    Eu também concordo com o Vitor Oliveira, só que tiveram que contratar o Luis Horta pois utilizam gasolina com octanas a mais e durante 90 minutos parece que andam de mota. Se foram controlar o Portimonense era justo que também fossem controlar o Benfica. O polvo não deixou ?