O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Ranking das escolas do ensino básico. Saiba onde os alunos mais progrediram

03 fev, 2018 - 00:00 • Fátima Casanova

O Ministério da Educação volta a disponibilizar o indicador de sucesso, que permite saber quais as escolas que mais contribuíram para melhorar o desempenho dos seus alunos. Nos primeiros 20 lugares, há 9 públicas, mais uma face a 2016.
A+ / A-

As instituições públicas estão a ganhar terreno, mas o ranking das escolas do ensino básico continua a ser liderado pelo Colégio do Vale, em Almada.

Este colégio do distrito de Setúbal conseguiu que os seus alunos progredissem mais 27% do que os estudantes, que partiram para o 3º ciclo com o mesmo nível escolar. Neste colégio 80% dos alunos fizeram o 3º ciclo de forma limpa, ou seja, sem chumbos nos 7º e 8º anos e com positiva nos exames do 9º ano.

O Ministério da Educação disponibiliza o indicador “percursos diretos de sucesso”, um indicador, que tem em consideração o percurso de alunos que à entrada no 3º ciclo tinham desempenhos semelhantes e sem repetências nos 7º e 8º anos.

Neste ranking de “sucesso”, entre as 20 melhores instituições, há 9 públicas, quando no ranking “tradicional”, que só tem em consideração as médias das provas nacionais, só há duas.

No segundo lugar deste ranking de sucesso está uma escola pública, a Básica nº 2 de Pampilhosa, do concelho da Mealhada, distrito de Aveiro, que conseguiu que os seus alunos progredissem mais 22% do que os seus colegas. Nesta pública, 63% dos alunos completaram o 3º ciclo sem chumbar.

A terceira instituição, que conseguiu fazer com que os alunos progredissem mais, foi o Externato João XXIII, (21%), em Lisboa. Neste estabelecimento de ensino 88% dos alunos completaram o 3º ciclo do básico sem repetirem nenhum ano.

Estas 3 instituições de ensino tiveram média superior a 3 nas provas nacionais, mas não figuram no ranking tradicional elaborado pela Renascença por terem realizado menos de 100 provas, no conjunto das provas de português e de matemática.

Já olhando só para as instituições com mais de 100 provas, nos dois primeiros lugares estão dois colégios: o Amor de Deus, no concelho de Cascais (18%), onde 72% dos alunos fizeram o 3º ciclo sem retenções; e o Colégio de Nossa Senhora de Fátima, no concelho de Leiria, onde os alunos progrediram mais 17,6% do que os colegas que partiram para o 3º ciclo com desempenhos semelhantes.

Fecha o pódio, no terceiro lugar, a Escola Secundaria de Campo Maior, no distrito de Portalegre, que conseguiu que os seus alunos progredissem mais 17,3% do que os colegas de outras escolas. Nesta escola, a única do distrito com média positiva nos dois ciclos de ensino com avaliações nacionais, menos de metade dos alunos (48%), conseguiu fazer os 3 anos sem chumbos. Ainda assim, a percentagem de percursos diretos desta escola está acima da média nacional, que é de 46%.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.