|
A+ / A-

Francisco pede às monjas que sejam desavergonhadas a pedir a Deus

21 jan, 2018 - 15:57

Foi com humor que o Papa falou às irmãs do Santuário do Senhor dos Milagres, em Lima.

A+ / A-
Papa compara freiras fofoqueiras a terroristas
Papa compara freiras fofoqueiras a terroristas

No seu último dia de visita ao Peru, o Papa visitou o Santuário do Senhor dos Milagres, onde se encontrou com as religiosas de vida contemplativa, que, apesar do voto de clausura, tiveram autorização para ir ter com Francisco.

Nas palavras que lhes dirigiu, o Papa foi até divertido, improvisando várias vezes no discurso preparado para acrescentar momentos de simpática observação. Entre esses momentos, está aquele em que afirmou que a Igreja precisa muito das monjas e também que sejam desavergonhadas – ou seja, que não tenham vergonha de pedir que a miséria dos homens se aproxime do poder de Deus.

Lembrou ainda que a “monja com o coração encolhido não pode ser uma boa monja” porque não tem fecundidade e “fica azeda”.

E, baseado na sua própria experiência, sublinhou que há muitos mexericos em comunidades e que as monjas intriguistas são como terroristas – lançam bombas como os terroristas do Peru. Palavras que geraram risos.

No convento não pode haver lugar para terroristas, sublinhou então.

“Assim, a vossa vida em clausura consegue ter um alcance missionário e universal e um papel fundamental na vida da Igreja. Rezai e intercedei por muitos irmãos e irmãs presos, migrantes, refugiados e perseguidos, por tantas famílias feridas, pelas pessoas sem trabalho, pelos pobres, os doentes, as vítimas das várias dependências… limitando-me a citar algumas situações que se tornam, de dia para dia, mais urgentes”, afirmou.

Uma nota também para a unidade tão necessária, quer no país quer na própria Igreja, com o apelo de Francisco a que as monjas rezem pela unidade da Igreja e pelo Papa.

Francisco termina este domingo a sua quarta deslocação à América Latina. Começou no Chile e acaba em Lima, capital do Peru. É a 22ª viagem internacional do Papa desde que foi eleito, em Março de 2013.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.