|
A+ / A-

Novo regulamento vai proibir refeições no Panteão

16 jan, 2018 - 20:38

​Autonomia dos museus e fim de jantares nos Panteões marcaram audição do ministro da Cultura no Parlamento.

A+ / A-

O novo regulamento sobre cedência de espaços de monumentos, que "será brevemente publicado", proíbe refeições em espaços como o Panteão Nacional, revelou esta terça-feira o ministro da Cultura.

Numa audição parlamentar, Luís Filipe Castro Mendes recordou que o Ano Europeu do Património faz aumentar a responsabilidade no uso e na fruição dos monumentos, e a urgência "em ter instrumentos mais eficazes".

A tutela já tinha anunciado que pretendia rever a regulamentação dos museus, palácios e monumentos, por causa de uma encenação de uma fogueira no Convento de Cristo (Tomar) e de um jantar privado no Panteão Nacional, em Lisboa.

Para os monumentos com estatuto de Panteão, como o Mosteiro dos Jerónimos e o Mosteiro da Batalha, serão proibidas refeições e apenas serão permitidos eventos especiais de natureza cultural, os preços de cedência de espaços serão aumentados e as regras de segurança e emergência vão ser atualizadas.

Os mais de cinco milhões de visitantes registados em 2017, nos museus, palácios e monumentos, serviram para o ministro reforçar a intenção de "formalizar propostas de melhoria da autonomia de gestão" desses espaços, embora o processo demore, por "causa de um contexto jurídico-financeiro".

"Queremos fazer alterações orgânicas que permitam aos museus ganhar um estatuto de maior autonomia. Pode ser feito através da reforma orgânica da própria DGPC [Direção-Geral do Património Cultural]. Deve ser debatido. Vamos lançar este grande debate à volta do património no qual todos os agentes deverão ser ouvidos", disse Castro Mendes.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • azar
    17 jan, 2018 Santarém 21:55
    Lá vai ficar o Eusébio sem umas cervejinhas e uns tremoços!
  • Jorge
    17 jan, 2018 Seixal 17:01
    E acho muito bem. Se têm a mania que são ricos e querem fazer figura de corpo presente, façam as jantaradas no Tavares Rico. O Panteão Nacional não é nenhum restaurante.
  • António Carlos
    16 jan, 2018 SINTRA 22:53
    Deixem os que lá estão e que já partiram em sossego