O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Cristas: não importa quem vence eleições, mas quem consegue "maioria parlamentar"

15 jan, 2018 - 11:47

Líder centrista felicita Rui Rio e apela a uma maioria PSD-CDS nas próximas eleições
A+ / A-

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, felicita Rui Rio pela vitórias nas eleições directas do PSD. “Felicitei-o naturalmente, desejo que lhe corra muito bem o mandato”, disse a líder popular, estabelecendo metas para as próximas legislativas: “Na perspectiva do CDS é muito importante que os dois partidos – CDS e PSD - possam ter nas próximas legislativas 116 deputados. 116 deputados é a maioria que permitirá governar”.

Cristas sublinhou que, tal como demonstraram as eleições de 2015, “mais importante do que saber quem fica em primeiro lugar nas eleições, o que é importante é saber que partidos é que é que conseguem ter uma maioria parlamentar de, no mínimo, 116 deputados”.

O ex-presidente da Câmara do Porto Rui Rio foi eleito este sábado presidente do PSD com 54,37% dos votos, com uma diferença de cerca de 10 pontos percentuais para Pedro Santana Lopes. Contudo, só assumirá plenas funções depois do congresso marcado para 17 e 18 de Fevereiro, altura em que serão eleitos os restantes órgãos de direcção partidária.

Pedro Santana Lopes assumiu a responsabilidade da derrota nas eleições directas para a liderança do PSD, mas disse estar de consciência tranquila e assegurou que vai continuar no combate político.

Rui Rio é o 18.º presidente do PSD desde o 25 de Abril de 1974, sucedendo a Pedro Passos Coelho, eleito em 2010.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • até parece
    16 jan, 2018 lis 18:57
    Que a Cristas aprendeu aritmetica! Finalmente!
  • José Armando
    15 jan, 2018 Leiria (distrito) 18:32
    Enfim, é um avanço: ao fim de 40 anos, a Dra. Cristas aprendeu que num regime parlamentar forma governo que dispões de maioria e está disponível a coligar-se. Que ganhar eleições é isso mesmo, ter os deputados suficientes para formar governo, seja em maioria ou coligação. 40 anos para aprender que a legitimidade resulta da soma dos votos e não de uma maior fração partidária. 40 para aprender que em democracia, é antidemocrático, reacionário, o afastamento de qualquer partido legitimado pelo voto popular e só porque não pensam como "deve ser". Quer se goste ou não de António Costa, teve o mérito de quebrar o "nó górdio" do reacionarismo reformista, o chamado "arco central" . E demonstra a imbecilidade ignorante - cheia de gracinha, claro - dos criadores da expressão "geringonça", todas as colgações de governo, aqui ou na Lapónia congolesa, são "geringonças" desde que incluam forças que se distingam entre si por diferenças fraturantes. "Geringonça" não é o atual governo, foram governos minoritários que nenhuma legitimidade tinham para governar e exerciam o "poder" por exclusão da oposição, quer voluntária quer forçada. E várias vezes esta fantochada - geringonça - existiu em Portugal.E a dra. Cristas foi uma das mais ativas defensoras da legitimidade à fantochada depois das últimas eleições. Divertida a ideia da Manuela F. Leite, da legitimidade de a direita "vender a alma ao diabo para..." Esqueceu-se de esclarecer se a direita tem alguma coisa para mercadejar...
  • para a direita
    15 jan, 2018 port 18:26
    Vamos entrar na fase do, dente por dente olho por olho!... Basta ler as declarações de Ferreira Leite! Os portugueses devem estar mais do que atentos a esta lengalenga! Se é isto o que interessa ao país só se pode concluir que estão a colocar os interesses partidários acima dos do país! Ao contrario do que nos tentam impingir nunca farão melhor do que está a ser feito e tudo não passa por chegarem ao poder para ganharem uns trocos! Os portugueses é que não podem deixar que lhe vendam a alma ao diabo!
  • para a direita
    15 jan, 2018 port 18:18
    Vamos entrar na fase do, dente por dente olho por olho!... Basta ler as declarações de Ferreira Leite! Os portugueses devem estar mais do que atentos a esta lengalenga! Se é isto o que interessa ao país só se pode concluir que estão a colocar os interesses partidários acima dos do país! Ao contrario do que nos tentam impingir nunca farão melhor do que está a ser feito e tudo não passa por chegarem ao poder para ganharem uns trocos! Os portugueses é que não podem deixar que lhe vendam a alma ao diabo!
  • Rui
    15 jan, 2018 Lisboa 17:39
    Está conversa da direita de votem em nós para desfazer a geringonça não faz neste momento qualquer sentido porque os dados que a geringonça apresenta são muito à frente do que se previa para além do bom, a cristas pisca o olho ao Rui Rio mas acho que ele não quer saber.
  • José J. Cruz Pinto
    15 jan, 2018 Ílhavo 15:17
    Ainda a propósito, mas numa outra notícia da imprensa de hoje, Manuela Ferreira Leite diz que "da mesma forma que o Bloco de Esquerda e o PCP têm vendido a alma ao diabo, exclusivamente com o objetivo de pôr a direita na rua, acho que ao PSD lhe fica muito bem se vender a alma ao diabo para pôr a esquerda na rua". Muito provavelmente, pensando ainda melhor, esta mesma ou outra senhora (com igual ou até mais bom senso) poderia dizer que vale ainda mais vender a alma à esquerda para pôr o diabo e todos os diabretes na rua - não será assim ?
  • José J. Cruz Pinto
    15 jan, 2018 Ílhavo 14:21
    Presidente do CDS lembra que, "nas eleições, não importa quem fica em primeiro lugar, mas sim quem reúne condições para governar" - é a notícia. Ora a senhora (de cuja inteligência ninguém duvida) só agora é que entendeu que tem mesmo de ser assim e, aliás, sempre foi assim ?! Por que não o entendeu antes, e porque tantas veze ainda embirra com a realidade ?
  • BARSANULFO
    15 jan, 2018 alcains 13:20
    A madame Cristas Marie Le pen, depois daqueles brilhantes 2% nas últimas autarquicas, já está na berma da estrada, de dedo polegar levantado, a pedir boleia ao Rio...... Coisinha deprimente!