|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Jóias da coroa britânica escondidas dos nazis numa lata de biscoitos

12 jan, 2018 - 10:28

É uma das histórias do documentário que a BBC One vai transmitir no próximo domingo, onde a rainha revela que o peso da coroa pode partir o pescoço.

A+ / A-

A família real britânica escondeu as jóias que compõem a coroa numa lata de biscoitos durante a Segunda Grande Guerra.

Até agora, sabia-se que as jóias tinham sido levadas para a fortaleza de Berkshire, mas pouco mais. O resto da história é revelada pela BBC, num documentário que vai ser transmitido no domingo.

Foi o assistente dos arquivos da rainha, Oliver Urquhart Irvine, que revelou ao especialista em assuntos da realeza Alastair Bruce, que apresenta o documentário, os detalhes do processo para pôr as joias a salvo dos nazis.

Oliver Urquhart Irvine leu as cartas enviadas pelo livreiro real à rainha Maria, mãe de Jorge VI. Foi este rei que mandou abrir um buraco profundo no castelo de Windsor para colocar a lata com as joias.

As cartas descreviam como foi escavado o buraco e criadas duas câmaras com portas de aço. O alçapão para aceder à área secreta onde a lata estava escondida ainda hoje existe.

A rainha não sabia de toda esta história, que lhe foi contada pelo comentador Alastair Bruce.

A coroa imperial britânica foi feita para a coroação de Jorge VI, em 1937. Tem 2.868 diamantes, incluindo 17 safiras, 11 esmeraldas e centenas de pérolas, quatro das quais conhecidas como “brincos da rainha Isabel I”.

Inclui ainda a famosa pedra “Black Prince's Ruby”, que Henrique V terá usado no seu capacete durante a Batalha de Agincourt, em 1415.


Durante o documentário de uma hora, em que Isabel II participa com algum humor, a monarca revelou alguns dados sobre a coroa e a sua cerimónia de coroação. Por exemplo, que a coroa imperial pesa 1,28 quilos e que não permite que se olhe para baixo para ler o discurso.

“Tem de elevar o papel, porque se olhar para baixo pode partir o pescoço”, avisa, considerando que “existem algumas desvantagens em usar coroas, mas por outro lado são objectos muito importantes”.

Também os mantos reais têm alguns “senãos”: ficam facilmente presos numa carpete, impedido o monarca de se mexer – o que aconteceu por momentos durante a cerimónia de coroação da actual rainha.

Isabel II subiu ao trono a 6 de Fevereiro de 1952, depois da morte inesperada do seu pai durante o sono.

Apesar de o país estar num período pós-guerra de extrema austeridade, foi montada uma luxuosa cerimónia de coroação, que ocorreu no dia 2 de Junho do ano seguinte, na Abadia de Westminster.

O vestido de Isabel II era de seda com pérolas e debruado a ouro e prata.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.