A+ / A-

Morreu a actriz Maria Teresa Ramalho, conhecida por "Tareka"

02 jan, 2018 - 12:25

Tinha 90 anos e participou em várias telenovelas, a começar por "Vila Faia".
A+ / A-

Morreu esta terça-feira a actriz Maria Teresa Ramalho, mãe do actor Tozé Martinho e da escritora Ana Maria Magalhães. A actriz, mais conhecida como “Tareka”, tinha 90 anos e encontrava-se internada.

O corpo de Maria Teresa Ramalho segue esta terça-feira para Salvaterra de Magos, onde residia, e o funeral realizar-se-á na quarta-feira de manhã, naquela vila do distrito de Santarém.

Maria Teresa Guerra Bastos Gonçalves de Morais Sarmento Ramalho nasceu em Lisboa, em 22 de Novembro de 1927.

Tornou-se conhecida do grande público como “Tareka”, em 1976, no concurso televisivo "A visita da Cornélia", em que, com o filho Tozé Martinho, formou uma das principais equipas do programa.

“Tareka” participou em várias novelas, algumas das quais contracenando com o filho e outras escritas pelo próprio Tozé Martinho, como “Olhos de Água” e “Dei-te Quase Tudo”.

A estreia em televisão aconteceu em 1982, com a novela “Origens”, mas participou ainda em “Ricardina e Marta”, "Palavras Cruzadas", "Roseira Brava" e "Estátua de Sal" (RTP); "Dei-te Quase Tudo", "Olhos de Água" e "Todo o Tempo do Mundo" (TVI), entre outras produções.

Na SIC, entrou na série "Uma Aventura", inspirada nos livros de sua filha Ana Maria Magalhães, escritos em parceria com Isabel Alçada.

Maria Teresa Ramalho era irmã da escritora Isabel da Nóbrega.

Na literatura, estreou-se com o romance "A Árvore" (1961), a que se seguiram "A Hora da Verdade" e livros de contos, com títulos como "Os Dias Longos" e "À Beira da Estrada".

"Olha para mim" foi o último romance, publicado em 2014. Nesse ano, um mês antes do lançamento do livro, foi uma das convidadas do programa Princípio e Fim, da Renascença, onde falou sobre a família – a sua tem cinco filhos, 10 netos e seis bisnetos – da importância da fé na sua vida, além do novo romance, que escreveu já depois dos 80 anos.

No final da conversa, “Tareka” deixa um conselho a todos os idosos: devem encarar a vida “com coragem, com força; agarrar-se o mais possível à vida”.

Maria Teresa Ramalho estudou dança e desenho, tendo sido discípula de Raquel Roque Gameiro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.