O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

“Roubo” de crianças pela IURD foi denunciado à Segurança Social em 2000

15 dez, 2017 - 10:57

Pelo menos dez crianças que viviam num lar financiado pela IURD terão sido retiradas às mães na década de 90 e entregues para adopção.
A+ / A-

Pelo menos desde o ano 2000 que a Segurança Social tem conhecimento das denúncias relativas ao alegado roubo de crianças do centro de acolhimento financiado pela Igreja Universal do Reino de Deus (IURD).

Segundo apurou a Renascença, a denúncia foi feita através da linha SOS Criança, o serviço de atendimento telefónico de apoio pertencente ao Instituto de Apoio à Criança. No entanto, a Segurança Social só agiu agora, após a revelação pública do caso, feita pela TVI.

Segundo a estação de televisão, pelo menos dez crianças que viviam num lar financiado pela IURD, a "Casa de Acolhimento Mão Amiga", em Camarate, terão sido retiradas ilegalmente às mães na década de 90 e entregues para adopção.

Entre essas crianças estarão três irmãos adoptados à margem da lei por Viviane Freitas, uma das filhas do bispo fundador da IURD, o brasileiro Edir Macedo, e levados para os Estados Unidos, onde ainda vivem e estão ligados à igreja.

O Ministério Público abriu um inquérito sobre esta alegada rede de adopções ilegais de crianças portuguesas ligadas à IURD, que foi já remetido para o Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa para investigação.

Apesar de os crimes já terem prescrito, uma vez que passaram já mais de 20 anos sobre os factos, as mães portuguesas de dez crianças ponderam lutar na justiça pela reposição da verdade. Equacionam ainda a possibilidade de processar o Estado português numa acção conjunta.

A Igreja Universal do Reino de Deus rejeita as acusações de rapto e de um esquema de adopção ilegal, classificando-as como "uma campanha difamatória e mentirosa".

Em comunicado, a IURD disse ainda que "os seus membros, em Portugal e fora do país europeu, apresentarão inúmeras acções contra a TVI em Portugal e no exterior".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Filipe
    16 dez, 2017 évora 17:44
    A TVI joga para audiências , estes casos são do conhecimento geral e quando podiam ser denunciados ou feita a reportagem de hoje , não foram . Andam a brincar com os sentimentos das pessoas e meter falsas esperanças nas pessoas , pois no pior dos crimes , está tudo PRESCRITO no tempo , o que significa que já não existe Direito de queixa seja em Portugal ou no Brasil ! A TVI foi esperta em só agora noticiar isto , pois sabe que nada pode ser feito legalmente ! No entanto , o que importa saber hoje com as leis atuais , é se existem igualmente listas de espera com determinadas características para adoção e se as crianças são retiradas mediante estas listas , e onde estão todas as crianças desde alguns 10 anos a esta parte ? Façam um inventário hoje e já ! Ao que parece , continuam a roubar as crianças logo nas maternidades , o Sexta 9 já tinha noticiado ! Vão para onde ? Quem lucra com a venda ? Investiguem factos presentes ... deixem o passado no passado !
  • Vicente
    16 dez, 2017 Ananindeua 13:36
    Infelizmente. Existem dois tipos de denunciantes de fatos concretos: o que denuncia por vingança, e o denunciante que não cometeu nenhum erro, íntegro. Mas isso não é relevante saber quem denunciou. O importante são os fatos. E com fatos não há meio termo. Tem que ser investigado, e serem condenados. E uma outra coisa, a justiça brasileira tem agir sobre esses casos pois a igreja universal é uma instituição que mais arrecada milhões de reais. Sem serem cobrados impostos. E todos nós sabemos que não é direcionado para o povo. Que precisa. Mas para enrriquecimento próprio da instituição de pastores e família. Dessa cúpula de falsos profetas.
  • André
    16 dez, 2017 Anadira 06:20
    Falam falam e nunca fazem nada...
  • Almanakut Brasil
    16 dez, 2017 01:41
    "O Segredo dos Deuses" dá que falar no Brasil - 14/12/2017 Investigação da TVI às adoções ilegais da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) tem tido grande destaque na imprensa brasileira e nas redes sociais, os brasileiros têm comentado ativamente o assunto. http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/investigacao/o-segredo-dos-deuses-ja-da-que-falar-no-brasil Deuteronômio 13 - Cid Moreira (Bíblia em Áudio) MensagemdeDeus1 https://www.youtube.com/watch?v=xFDMQy56kMY
  • aloisio agnaldo
    16 dez, 2017 sao luis 01:24
    aqui no Brasil eles estão em toda parte, politica, meios de comunicação, nem a globo rede de televisão que batia de frente calou-se.
  • Marina
    15 dez, 2017 Lisboa 20:09
    Cara TRINITY, essa é a gozar, com quem?... Toda a gente minimamente informada sabe que essa máfia evangélica vem do Brasil! Agora que muitos preferissem o contrário, não duvido, nas é ridículo insistir no contrário.
  • martins
    15 dez, 2017 zurique 17:37
    essas seitas deviao ser todos mortos desfazem a felecidade de uma familia e essas pessoas não teem ninguem que as defenda pobres coitados so da valor um pai ou uma mae rede de traficantes esses bazucas da pomba branca mandeinos para a siria mas os nossos políticos também são os culpados mas agora que as coisas estão a ser descobertas ninguém tem culpa ou não há culpados como sempre os assistentes sociais são outros mafiosos ganhao de fazer esses procedimentos
  • 15 dez, 2017 aldeia 13:13
    e nunca se fez nada?????????
  • tuga
    15 dez, 2017 lisboa 13:10
    Esta censura é vergonhosa!!!
  • Trinity
    15 dez, 2017 Lisboa 12:15
    Cara Renascença, por acaso chamam a igreja católica de igreja italiana? Não tenho nenhuma simpatia por estas que se dizem "igrejas" mas por gentileza diga o nome da instituição e não o país ao qual ela foi fundada. A igreja em questão não pertence ao Brasil, logo, não pode ser chamada de igreja brasileira. Grata!