A+ / A-
France Football

Ronaldo e a Bola de Ouro. "Espero por isto a cada ano que passa"

07 dez, 2017 - 19:08

Melhor jogador do mundo de 2017 recebeu troféu da prestigiada revista France Football.
A+ / A-

Cristiano Ronaldo não escondeu a plena satisfação pela conquista da quinta Bola de Ouro da carreira e que lhe foi atribuída, esta quinta-feira, pela prestigiada revista France Football.

O avançado do Real Madrid e capitão da Selecção Nacional confessa que, todos os anos, este é um objectivo que tem em mente.

"Sinto-me feliz", afirmou, em plena Torre Eiffel, onde decorreu a gala da Bola de Ouro.

"É um grande momento da minha carreira. Espero por isto a cada ano que passa. Fico contente. Fizemos uma época fantástica. Individualmente, fui o melhor marcador da Liga dos Campeões e os troféus ajudam a conquistar este troféu. Obrigado aos meus colegas de equipa do Real Madrid e da Selecção Nacional e a todos os que me ajudaram a estar em grande forma no último ano", agradeceu CR7, tecendo um curioso comentário quanto ao seu lugar na história do futebol.

"Já entrei na história do futebol, não foi por ganhar esta Bola de Ouro. Se vencesse só uma também já estaria mas estou muito contente. É um momento especial para mim, nem sonhando seria tão bonito", argumentou.

E a "luta amigável" com Messi?

O antigo internacional francês David Ginola apresentou a gala e, sem papas na língua, foi directo ao assunto, no momento de perguntas e respostas: "Até quando vai durar essa luta com Messi?".

"Quero jogar a este nível mais alguns anos. A luta continua, de forma amigável. Vamos ver, no fim, quem será o melhor. As coisas acontecem por uma razão. Comecei esta época bem, sinto-me bem. Vamos ver, no final de 2018, o que acontece e como as pessoas votam", respondeu, projectando já a ambição de conquistar a sexta Bola de Ouro, no próximo ano.

Sobre Neymar, terceiro classificado, atrás de Messi e de si próprio: "Se está no terceiro lugar, é porque tem muito talento. No futuro, terá possibilidade de ganhar, porque não? Desejo-lhe o melhor para o futuro".

No despique final, Ronaldo bateu a concorrência do brasileiro Neymar, do PSG, que foi terceiro e do argentino Lionel Messi, do Barcelona, segundo classificado.

O internacional português, de 32 anos, chega ao "penta" e alcança precisamente o seu principal rival, Messi, que mantém o registo de cinco troféus da France Football.

O madeirense arrecadou o troféu em 2008, 2013, 2014, 2016 e, agora, em 2017.

Já o astro argentino foi vencedor em 2009, 2010, 2011, 2012 e 2015.

[notícia actualizada às 19h32]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Filipe
    07 dez, 2017 évora 21:07
    Anda tudo de olhos vendados , mas não existe mesmo melhor jogador de futebol ou futebol é só isto , uma propaganda fraca menor ? O homem marca golos , os guarda redes não , então como ganha uma bola de ouro um defesa ou meio campo ?