O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

​Manuel Alegre e Freitas do Amaral juntos a celebrar Mário Soares

07 dez, 2017 - 06:54 • Susana Madureira Martins

Iniciativa é do PS e assinala-se esta quinta-feira, dia em que o ex-Presidente da República e fundador do partido cumpriria 94 anos.
A+ / A-

Manuel Alegre e Freitas do Amaral serão dois dos convidados das quatro tertúlias que o PS organizou para os próximos dois meses na sede do partido, em Lisboa. O objectivo é evocar a memória do líder histórico socialista, Mário Soares, que completaria 94 anos de idade esta quinta-feira.

O ciclo de conversas terá início já na próxima semana, no dia 14 de Dezembro sob o tema "Celebrar Mário Soares – A resistência" e que irá contar com a presença do ex-dirigente do PSD José Pacheco Pereira, do antigo deputado e fundador do Bloco de Esquerda Fernando Rosas e do jornalista Mário Mesquita.

Depois, a 11 de Janeiro, irá entrar na sede do PS Diogo Freitas do Amaral, fundador do CDS, e que disputou uma renhida corrida eleitoral com Mário Soares nas presidenciais de 1986 e que resultou na vitória à segunda volta do líder histórico socialista.

Nessa mesma sessão, que terá como título “Democracia”, irá estar presente outro histórico do PS, o ex-deputado Manuel Alegre, que também disputou eleições presidenciais com Mário Soares em 2006 como candidato independente, ficando ambos com relações muito tensas durante vários anos, na sequência do apoio dado pelo PS ao fundador do partido.

A par com Freitas do Amaral e Manuel Alegre irá estar presente nesta sessão sobre “Democracia” o ex-líder parlamentar do PCP Carlos Brito, que se desvinculou do partido nos anos noventa do século passado em ruptura com o rumo ideológico e político dos comunistas.

Nas restantes duas tertúlias que irão decorrer em Janeiro irão estar presentes o actual ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, o ex-ministro da defesa e socialista António Vitorino, a falar sobre a “vocação europeia” de Soares.

A última sessão, a 25 de Janeiro, irá contar com José Manuel dos Santos, durante muitos anos conselheiro presidencial de Soares e Sérgio Sousa Pinto, actual deputado do PS, que esteve em Bruxelas ao mesmo tempo que o líder histórico do PS enquanto eurodeputado e com quem chegou a publicar livros em conjunto sobre essa experiência.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Filipe
    07 dez, 2017 évora 13:59
    ...pode ser que agora concluindo de vez quem matou Sá Carneiro , apareça uns documentos perdidos no meio de outros ...
  • Alberto
    07 dez, 2017 FUNCHAL 11:35
    Um, celebra a Vida e, outro, a Morte!
  • Fonzie
    07 dez, 2017 Africa do Sul 10:37
    Dois mafiosos a celebrar o aniversario de outro que foi o grande Mafioso......... grande palhacada.
  • Renato Bastos
    07 dez, 2017 Ponta Delgada 10:37
    Homenagem a um assassinio? Mário Soares tem as mãos manchadas de sangue na Descolonização. Deve estar a arder bem devagar no Inferno, só tenho pena de uma pessoa: Do Diabo que perdeu o lugar de presidente do Inferno.