A+ / A-

PSD. Rio insiste que partidos servem para “servir Portugal"

06 dez, 2017 - 23:16

Candidato social-democrata reafirma que partidos “não existem para servir as suas tácticas”.
A+ / A-

O candidato à presidência do PSD Rui Rio defende que "os partidos existem para servir Portugal" e não os objectivos de alguém, apontando este mote vai ditar a sua liderança, caso seja eleito.

"Eu entendo que os partidos políticos existem para servir Portugal, não existem para servir as suas tácticas e os seus objectivos", disse o candidato, falando perante cerca de uma centena de militantes, em Odivelas, Lisboa.

Rui Rio considerou que dito assim "é fácil de colher o apoio e a unanimidade das pessoas, mas depois fazer na prática não colhe o apoio nem a unanimidade".

"Se eu ganhar as eleições, eu vou fazer na prática, não é só nas palavras, e há muita gente depois dentro do PSD que se calhar vai dizer que não devíamos fazer porque os outros é que vão usufruir deste nosso apoio. Eu não vou fazer essas contas, eu vou fazer as contas se Portugal usufrui ou não usufrui da nossa acção, é isso que me vai comandar", vincou o candidato.

Rui Rio prometeu que vai pôr em prática esta ideologia "sem loucuras naturalmente, ninguém é ingénuo", mas "com a flexibilidade necessária".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Antonio
    07 dez, 2017 Mirandela 07:58
    Mas nos partidos, quem os domina e anda nos tachos SABE DISSO ???? Pelo que tenho visto ao longo destes anos......Não me parece.