O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
Ouvir Emissão
Acabou de Tocar EURYTHMICS - THE MIRACLE OF LOVE Acabou de Tocar

ProgramasRubricasSugestoesMusicasVozesPodcast
  • EURYTHMICS - THE MIRACLE OF LOVE
    5:10

  • MIGUEL ARAÚJO - OS MARIDOS DAS OUTRAS
    5:6

  • NATALIE IMBRUGLIA - TORN
    4:56


Insira o dia e a hora a pesquisar
:




Entrar Renascença V+
Luís Represas mostra "Cores", o novo Disco!

"
  • Áudio Golden Days - Mónica Ferraz

Dêem-lhe um piano e ele devolve uma música de sucesso

14-03-2014

John Legend para além de (mas incluindo) “All of me”

Fonte Aumentar Letra Diminuir Letra

Quando John Legend se senta ao piano sabemos que estamos prestes a ouvir música de qualidade, cheia de energia, boas vibrações e muito romantismo. Com “All of me” John Legend deixou muitas mulheres a suspirar, mas foi a modelo Chrissy Teigen que roubou o coração do cantor – o casal casou-se em Setembro de 2013. 

Posteriormente John e Chrissy publicaram a sua playlist para o dia de casamento (que incluía mais de quatro horas de música) e divulgaram que durante a festa John cantou “All of me” para a sua mulher e Stevie Wonder (o próprio) sentou-se ao piano para tocar “Ribbon in the sky”.
Já que falamos de romantismo, o último álbum do cantor, “Love in the Future”, é praticamente uma ode ao amor e é mesmo descrito como uma “experiência sobre romance, amor, esperança, compromisso e optimismo”.

Nascido em Springfield, Ohio, John tem trabalhado com alguns dos melhores cantores da sua geração (Lauryn Hill, Jay-Z, Alicia Keys). Depois de “Get Lifted”, “Once Again”, “Evolver” e “Wake Up!” (com os The Roots) este é o quinto disco de Legend.

O cantor, que já conta com nove prémios Grammy, também tem feito contribuições preciosas no mundo das bandas sonoras. Depois de ter contribuído com músicas para o documentário “Waiting for Superman” e filmes como “Think Like a Man”, “About last night” e “Django Libertado”, John Legend produziu ainda a banda sonora de “12 anos escravo” em parceria com o compositor Hans Zimmer.

Produtor, compositor, empresário e filantropo são algumas das palavras usadas para descrever John Legend, mas por aqui preferimos mesmo a versão de cantor e “All of me” tão cedo não vai sair da nossa escolha musical. Concorda?

Imprimir Enviar por E-mail
PARTILHAR

  • PUB

Deixe aqui o seu comentário relativo a este artigo. Todos os comentários estão sujeitos a mediação.

Tem 1500 caracteres disponíveis

Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.




INFORMAÇÃO      BOLA BRANCA      PROGRAMAÇÃO      MÚSICA      MULTIMÉDIA      OPINIÃO